José Trajano atribui demissão a motivações políticas

Publicado há 4 anos
Por Philippe Azevedo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

José Trajano foi demitido da ESPN após 21 anos de trabalho na emissora. Ao UOL, o jornalista atribuiu a demissão a motivações políticas. “Estou meio chocado. Ninguém trabalha por tantos anos tendo fundado o canal, recebe um bilhete azul e fica tranquilo. Mas tenho recebido tanto conforto, que isso está me envaidecendo. Mostra um trabalho bem feito, formador de muita gente. Eu levo o orgulho de ter feito o canal”, declarou.

A ESPN disse à imprensa que a demissão ocorreu por problemas financeiros. O jornalista não concordou com os argumentos da emissora. “Eu acho um pouco estranho nesse momento conturbado do país. Já me chamaram algumas vezes dizendo que seria melhor não falar nada de política. Eu sempre fui envolvido e nunca escondi as minhas preferências políticas. Achavam que pelo fato de ser um ‘talent’, onde eu estivesse, estaria representando o canal”, comentou Trajano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O comentarista disse ainda que não assinou um termo que proibia de se posicionar publicamente sobre política.

“Houve um documento entregue no mês passado dizendo que havia uma norma da empresa que era de não se manifestar politicamente. Disseram que era uma norma que veio dos Estados Unidos. Eu não assinei”, revelou o jornalista.

A ESPN nega: “A ESPN sempre respeitou a posição política de todos os seus funcionários. Lamentamos que José Trajano não reconheça a nossa posição, sempre baseada em nossos valores de credibilidade, isenção e liberdade de expressão”, disse a emissora em comunicado oficial.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio