Jackie Watanabe fala sobre planos após a eliminação do Mestre do Sabor

A competidora disse o que aprendeu no programa e os planos para o futuro

Publicado há 7 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Mestre do Sabor desta quinta-feira (4) fez uma viagem pelo norte do Brasil. O programa está na fase Na Pressão e o açaí foi o ingrediente obrigatório da noite nos três pratos do Menu Confiança, a prova do reality realizada em equipes.

Em uma degustação às cegas, Claude e Batista elegeram o time Leo Paixão como o campeão da noite com o menu Pará, Tudo! e garantiu imunidade. Os outros mestres puderam salvar um chef de seus times. Rafa escolheu a chef Millena Barros e Kátia, Júnior Marinho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na prova individual, o chef Dário Costa preparou o melhor prato da noite, uma Caldeirada Caiçara. Já a chef de Ilhabela (SP), Jackie Watanabe, preparou um Arroz de Moqueca e foi a eliminada da noite. Em entrevista, a cozinheira falou sobre o formato.

O que significou participar do Mestre do Sabor? 

Participar foi a realização de um sonho. Ter o trabalho reconhecido e conseguir mostrar isto para o Brasil e até outros países foi mais do que eu poderia imaginar.

Você era do time Kátia. Como foi essa troca com a mestre e com os outros chefs do seu time? 

Eu me identifiquei muito com a Kátia, com o trabalho dela, com a paixão pela gastronomia brasileira e com a maneira afetuosa de ser, além de também ser muito verdadeira. Foi um privilégio tê-la como mestre. Com os outros chefs, a troca também foi maravilhosa. Cada um me trouxe um aprendizado diferente. Nós, todos os chefs, de todos os times, criamos laços de respeito e amizade.

Quais aprendizados você leva do Mestre do Sabor? 

Acima de tudo, o respeito. O respeito que tiveram com o nosso trabalho e o respeito que tivemos uns com os outros. É comum existir “ego” no meio da gastronomia, mas todos mostraram que isto não existe por lá, tanto no programa quanto nos bastidores. 

O que você leva dessa experiência? 

A maior experiência foi como lidar com a ansiedade e com o nervosismo. Mas com tudo o que aconteceu nas gravações, vejo que cresci muito como profissional e como pessoa.

Se arrepende de algo? 

De não ter seguido mais meus instintos. Eu sabia que aquele era um arroz que eu não conhecia bem. Certos momentos devemos ouvir o que diz nosso coração (risos). 

Quais os próximos planos? 

Com tudo o que aconteceu no programa, eu tomei algumas decisões, principalmente em minha vida profissional. Com o cenário mundial que nos encontramos, eu estou aproveitando este tempo para planejar estes novos voos e quero em breve contar para todos vocês.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio