Guilherme Leicam diz que estava à disposição para dar beijo de língua pelo personagem em A Dona do Pedaço

Publicado há um ano
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Guilherme Leicam já está pronto para outra. Depois de viver o justiceiro, Leandro em A Dona do Pedaço, que terminou na última sexta-feira (22), o ator falou que já fez questão de despedir-se do personagem, fazendo uma alteração no visual.

“Deixei a barba crescer e já cortei o cabelo. Eu sou assim, pronto para o próximo desafio. Ainda não tenho um trabalho em vista, mas já estou me preparando”, disse ele em entrevista ao TV Fama exibido nesta segunda-feira (25).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Esse foi um trabalho intenso por mais que eu tenha entrado no meio da novela, e ela já tivesse com uma audiência consolidada”, contou ele sobre a trajetória do personagem, que foi se revelando homossexual ao longo da trama. Durante a festa para o final da novela, o ator se disse ansioso para ver a cena do beijo entre seu personagem, e Agno, de Malvino Salvador.

“No meio da história ele foi se transformando. Começou como Mão Santa, depois Leandro, e eu fui descobrindo também. Eu não sabia que ele iria ter um relacionamento homoafetivo. Me surpreendeu porque eu adorei o desafio, teve mais história para contar. Eu já tinha feito um ‘Leandro’ no teatro também, que era homossexual, então para mim essa coisa do beijo já era natural”, contou ele.

Malvino Salvador e Guilherme Leicam como Agno e Leandro no final de A Dona do Pedaço (Reprodução / Globo)

Guilherme disse ainda que as pessoas cobravam um beijo do personagem, e que nem ele sabia qual versão seria escolhida para ir ao ar. O ator contou que foram gravadas várias versões do casamento, com beijo (de vários tipos) e sem beijo. “Nós gravamos algumas versões do beijo, e depende do que a direção escolher. Foram algumas vezes. Teve a bitoquinha, teve um beijinho um pouco mais quente”.

Mas ele garante que não teve beijo de língua, e que o autor da novela, Walcyr Carrasco o pediu autorização antecipada para incluir a tal cena no texto.

“Geralmente beijo técnico a gente não usa a língua, mas eu estava à disposição para a direção fazer o que ficasse mais adequado. E eu sou ator, essa a nossa função, não julgar o nosso personagem e sim entender e fazer da melhor forma possível. O Walcyr teve todo um cuidado, me perguntou se teria problema fazer o beijo e eu disse ‘problema algum’, o ofício do ator é se colocar no lugar do personagem”, explicou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais