Globo Repórter relembra expedição à Amazônia peruana

Dirceu Martins comanda reportagem sobre rio com temperatura de 80º

Publicado há 9 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na Cordilheira dos Andes, a busca por um mito amazônico. Nesta sexta-feira, dia 17, o Globo Repórter relembra sua expedição de 12 dias, em percursos de avião, barco, carro, cavalo, escalada e caminhada em gélidas montanhas, para mostrar que o rio de águas ferventes da Amazônia peruana é real. Mas como a ciência explica a temperatura que passa dos 80 graus?  

Havia um relato de um site britânico sobre o rio das águas ferventes, mas não tínhamos certeza se conseguiríamos encontrá-lo. Quando avistamos o vapor sobre as árvores, depois de dias de expedição, mal podíamos acreditar. Foi maravilhoso”, conta o repórter Dirceu Martins.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele enfrentou temperaturas de 20 graus negativos e altitude de 5.200 metros: “Dá medo só de lembrar dos penhascos. Mas tínhamos uma equipe muito boa de montanhistas e seguimos as orientações com toda a segurança”.

O programa também mostra que o coração da Amazônia peruana, um dos lugares mais preservados do planeta, abriga macacos de pelagem perfeita e aves raras que se alimentam de barro. O Globo Repórter vai ao ar nesta sexta-feira, dia 17, logo depois do BBB20.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio