Globo estreia nova temporada do Choque de Cultura Show com cenários e figurinos inéditos

Publicado há um ano
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A nova temporada do Choque
de Cultura Show
estreia no próximo domingo (28), logo após a sessão Temporada
Máxima
, na Globo. Com novo cenário e figurinos, Rogerinho (Caíto
Mainier
), Julinho (Leandro Ramos), Renan (Daniel Furlan) e
Maurílio (Raul Chequer) retornam com suas críticas cinematográficas
bem-humoradas.

A nova temporada é a evolução
da cultura. Eles conseguiram uma grana do ‘sindicato’ e estão aplicando sem
nenhum critério. O que eles acham legal, o cenário que eles gostam, as roupas
que eles acham que vale a pena usar, são todas escolhas meio equivocadas e isso
cria uma situação também divertida de ver, que é como aqueles caras enxergam o
luxo
”, explicou Caíto Mainier.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

com direção geral de Fernando
Fraiha
, o programa está um pouco maior nesta edição.  Além de atores e apresentadores, os protagonistas
colaboram do processo criativo do Choque de Cultura. Eles participam do
roteiro, das ideias em cena e da edição.

O programa é mais roteirizado
do que parece, mas também improvisamos em cima. Eu adoro e odeio todas as
etapas, mas acho que ficar caracterizado gravando, dando os textos que a gente
escreveu é a melhor parte. Mas também paradoxalmente é que eu fico mais feliz
quando termina porque é a mais cansativa
”, conta o intérprete de Renan.

Mudanças nos personagens

Intérprete de Renan, Daniel
Furlan adianta se o personagem mudou com fama. “Adoecido pelos mosquitos da
dengue da criação de Julinho durante a live do Oscar, Renan teve uma
experiência de quase morte e no desespero acabou fazendo uma promessa de que se
fosse abençoado com a graça da vida, voltaria pra sua esposa, Fabíola. Na nova
temporada saberemos se ele vai cumprir a promessa
”, diverte-se o ator.

Julinho também tem novidades, mas
no visual. “Ele está num processo perigoso porque está ganhando melhor.
Antes ele só usava roupas doadas, agora está comprado roupas. E é um perigo uma
pessoa com mal gosto podendo comprar roupas
”, brinca Leandro Ramos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio