Escalação do elenco do remake de Éramos Seis vira prioridade na Globo

Publicado há 2 anos
Por Fabio Augusto
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como já é de costume, a produção das próximas novelas da Globo está sempre adiantada. Agora, a prioridade na emissora é fechar o elenco do remake de Éramos Seis, que tem estreia prevista para o final de 2019.

De acordo com o colunista Flávio Ricco, a emissora pretende investir pesado na trama, que será a quinta adaptação da clássica obra de Maria José Dupré para a televisão – um caso raro. Todavia, o remake da Globo vai ao ar quase 30 anos depois da versão do SBT, a última exibida.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A protagonista Lola será vivida dessa vez pela atriz Glória Pires, e seu marido, Julio, interpretado por Antônio Calloni. O papel dos quatro filhos, porém, ainda não foi definido. Por enquanto, apenas alguns atores estão cotados para a nova versão.

Por outro lado, Irene Ravache também está garantida na trama, como parte de uma homenagem à atriz, protagonista da última versão de Éramos Seis, exibida pelo SBT em 1992. Nicette Bruno, entretanto, deve fazer apenas uma pequena participação na trama, pois estará no elenco de Órfãos da Terra, a novela antecessora.

A autora responsável será Ângela Chaves. Já Carlos Araújo é o responsável pela direção. Eles serão orientados por Silvio de Abreu, que além de chefiar o setor de teledramaturgia da Globo, ainda foi o roteirista principal do remake do SBT.

Leia mais: Glória Pires viverá Dona Lola no remake de Éramos Seis

Relembre as versões de Éramos Seis

A primeira versão de Éramos Seis para a TV foi ao ar em 1958, na TV Record, ainda na fase anterior à teledramaturgia diária. Todavia, eram exibidos por semana apenas dois capítulos da história de Dona Lola, interpretada por Gessy Fonseca, tendo Gilberto Chagas no papel de Júlio.

A segunda foi na TV Tupi, em 1967, com texto de Pola Civelli e direção de Hélio Souto – ele mesmo, o galã da época. Cleyde Yaconis interpretou Dona Lola, Sílvio Rocha viveu Júlio e a já veterana Dina Lisboa deu vida à rica tia da protagonista, Emília.

Leia mais: Nova versão de Éramos Seis, protagonizada por Gloria Pires, será lançada com quase todos os capítulos escritos

Do mesmo modo, a terceira versão da história foi ao ar de junho a dezembro de 1977, também pela Tupi. Nicette Bruno e Gianfrancesco Guarnieri foram os escolhidos para dar vida a Lola e Júlio.

Já a versão de 1994 marcou a volta do SBT ao setor de teledramaturgia após uma pausa de quase quatro anos. Irene Ravache foi a protagonista e Othon Bastos deu vida a Julio. Por outro lado, os quatro filhos foram vividos por Jandir Ferrari (Carlos), Tarcísio Filho (Alfredo), Leonardo Brício (Julinho) e Luciana Braga (Isabel).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio