Empresário de sucesso, garçom do Faustão se recusa a deixar o apresentador

Publicado há 2 anos
Por Fabio Augusto
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

São 18 anos ao lado de um dos maiores apresentadores do país, tanto que Maradona, conhecido como o garçom do Faustão, tornou-se um dos ícones do programa.

E tudo aconteceu naturalmente. Ele foi chamado às pressas para substituir outro rapaz e, desde então, permanece no posto até hoje.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na época, início da década de 2000, o Domingão do Faustão ainda era gravado nos estúdios do Rio de Janeiro.

De lá para cá, muita coisa mudou na atração, mas Maradona permaneceu na função de servir água e café para o apresentador e seus convidados.

Aos 49 anos, Francisco Francílio de Oliveira Gonçalves conseguiu colher ótimos frutos com a ponta na TV, tornando-se um grande empresário.

A questão, porém, é que mesmo com o sucesso ele se recusa a deixar o seu posto no Domingão do Faustão.

Leia mais: Após boato de separação, esposa de Faustão posa com o apresentador e ironiza Sonia Abrão: “Vou apresentar uns pretendentes”

Trajetória de sucesso

Atualmente, Maradona é dono de treze pizzarias, entre Ceará – sua terra natal -, Rio de Janeiro e Brasília.

Os negócios renderam ao garçom o posto de sucesso, tanto que seus negócios são admirados por muitos famosos.

Além disso, Maradona tornou-se o garçom oficial de Faustão, para trabalhar em festas e jantares organizados pelo apresentador.

Foi Faustão, aliás, que incentivou o rapaz a investir em um negócio próprio.

“Eu disse que não tinha condições e ele me ajudou, conseguiu um forno italiano. Uma pessoa da produção do programa me deu a louça. Foi como comecei o Buffet Maradona, no Rio”, contou em entrevista ao UOL.

Embora o começo tenha sido difícil, com o tempo Maradona foi obtendo sucesso e apostando em novos negócios e franquias, até alcançar o status que tem hoje.

Leia mais: Faustão faz desabafo antes do resultado das eleições. “Quanto mais desavença e intolerância, pior para o Brasil”

Gratidão ao apresentador

E mesmo sendo um grande empresário, Maradona não abre mão de trabalhar com Faustão. Segundo ele, a gratidão pelo apresentador é eterna.

“Existe uma coisa que a gente nunca pode perder: gratidão. Posso ter o dinheiro que tiver. Enquanto o Fausto não disser: ‘Não preciso mais de você’, continuo lá. Não é pela TV Globo, mas pelo Faustão. Fazer o programa dele em São Paulo é como gostar de uma mulher. Não tem distância, ela pode estar onde for e você vai”, revelou, emocionado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio