Cinegrafista cobra R$ 1,5 milhão da Globo

Publicado em 25/06/2024

Cinegrafista cobra R$ 1,5 milhão da Globo por danos morais, além de correção de salários e horas extras não pagas.

Alberto Alves dos Santos, que foi cinegrafista do “Fantástico”, acusa a emissora de tê-lo colocado em risco obrigando-o a fazer coberturas de risco.

Afirma ainda que a Globo omitiu socorro quando ele foi encurralado e ferido por manifestantes que o ofenderam, e que a TV não lhe deu qualquer amparo.

Cinegrafista perseguido

Durante os 24 anos anos em que trabalhou na casa, ele afirma ter sofrido danos morais e físicos, já que sempre era alvo dos “inimigos” da emissora.

Além disso, afirma, também aconteceram outras agressões, além de vários roubos e furtos, durante reportagens.

Alberto Alves dos Santos declara que as escalas de trabalho eram exaustivas, além de serem alteradas com frequência, de forma inesperada e obrigatória.

O pedido de R$ 1,5 milhão de indenização inclui danos morais, além de correção de salários e horas extras não pagas.

Outro caso

Ivalino Raimundo da Silva foi outro cinegrafista que processou a Globo, na década passada.

Ele trabalhava no “Domingão do Faustão” e ficou conhecido por ter se tornado alvo de brincadeiras e chacotas do apresentador desde os anos 90.

Entre outros apelidos, ele era chamado por Faustão ao vivo de “Mais antigo câmera da América Latina”; “”Gaúcho do armário”; e “galã de velório”,

Nunca foi revelado quanto o profissional recebeu de indenização., que foi determinada pelo STF em 2004.

Outro lado

A Globo não se manifesta sobre ações judiciais cíveis ou trabalhistas.

LEIA MAIS:

Como foi a briga de Ana MAria Braga na Record

Globo corta custos “na carne”; veja a lista

Cinegrafista cobra R$ 1,5 milhão da Globo

Cinegrafista cobra R$ 1,5 milhão da Globo

O post Cinegrafista cobra R$ 1,5 milhão da Globo apareceu primeiro em Ricardo Feltrin.