Em meio a polêmica, pobreza menstrual é abordada em série da Globo

Personagem de Nataly Rocha protagoniza o drama de muitas mulheres de baixa renda

Publicado em 10/10/2021 21:31
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O veto do presidente Jair Bolsonaro à distribuição gratuita de absorvente menstrual para estudantes e mulheres de baixa renda vem gerando muita polêmica recentemente.

Nas redes sociais, o problema da pobreza menstrual vem sido abordado com frequência, fortalecido por diversas celebridades contrárias à decisão do político.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fato é que, antes de toda a repercussão, o tema já estava em destaque na série Segunda Chamada, da Globo. O drama é relatado no segundo episódio da nova temporada da produção.

A abordagem é feita através de uma nova aluna da escola comandada por Jaci (Paulo Gorgulho). Moradora de rua, Evelyn, personagem da atriz Nataly Rocha, é flagrada pegando todo o papel higiênico do banheiro da escola.

Ao ver a atitude da moça, Antonia (Jennifer Dias) a denuncia para a professora Sônia (Hermila Guedes), que tenta conversar com Evelyn.

Entretanto, ela é surpreendida quando a aluna diz que roubou o papel porque está menstruada. Evelyn chega até a se levantar para mostrar a calça suja de sangue. Ao final, Antonia fica comovida com situação da moça e a oferece um pacote de absorventes.

Aclamada pelo público e pela crítica por tratar uma série de temas necessários, Segunda Chamada estreou a nova temporada em setembro no Globoplay. Débora Bloch vive a protagonista, a professora de português Lúcia, que é apaixonada pelo ofício de ensinar jovens e adultos.

Com informações da colunista Cristina Padiglione.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio