Deus Salve o Rei: Afonso insiste em pedir empréstimo para Montemor

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Deus Salve o Rei, na Globo, Afonso (Romulo Estrela) não desistiu de reerguer Montemor, mesmo com explosão da mina. O rei vai, de novo, conversar com o rei de Alfambres (Arnaldo Marques) sobre o Conselho da Cália rever o pedido de empréstimo ao reino, que foi negado no passado. Essa é a única alternativa que Afonso considera viável para superar a crise. Confira.

“A situação é grave, majestade. Com o desabamento da mina, não temos como honrar nosso compromisso com a Lúngria, que já nos pagou pelo minério”, falará Afonso. “Uma opção seria devolver o dinheiro, mas nem isso podemos fazer. Utilizamos todo o valor recebido para saldar as dívidas com os trabalhadores do reino. Pagamos os soldados, carroceiros e mineiros também”, explicará Gregório.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Amália teme futuro incerto de Montemor, em Deus Salve o Rei, na Globo

“E além do prejuízo da mina, que levará meses para ser reativada, muita gente perdeu tudo o que tinha com o desmoronamento. É nosso dever ajudar essas pessoas, majestade”, pontuará Amália. “O que você deseja de mim, Afonso?”, questionará o rei de Alfambres. “Solicitar que o Conselho reveja a decisão sobre o empréstimo que pedimos. Trata-se agora de uma questão humanitária. O objetivo não é mais estabilizar as nossas finanças e sim salvar vidas”.

“Eu posso levar a questão para ser debatida, mas não creio que o Conselho mudará de ideia… Afinal, você sabe muito bem qual é o verdadeiro empecilho para esse empréstimo”, se referindo ao casamento com Catarina. “Sim, eu sei qual é o empecilho. Mas, quanto a isso, continuo irredutível na minha posição”, rebaterá. “Muito bem. Verei o que posso fazer…”.

“Eu vou conversar com a rainha da Lúngria… talvez ela se compadeça da nossa situação”, falará Amália. “Boa ideia… precisamos tentar de tudo neste momento”, concordará Afonso.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio