Carlos descobre motivo da dívida póstuma do seu pai e desaba

Publicado há 9 meses
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando Lola (Gloria Pires) foi informada sobre uma nova dívida de Júlio (Antonio Calloni) em Éramos Seis, todos os seus filhos ficaram extremamente chateados, afinal eles viram o sonho da mãe de ter um novo fogão ir embora devido à conta surpresa. Carlos (Danilo Mesquita) dentre todos foi quem mais se afetou com a situação. O jovem gritou e chegou a chamar o pai de maldito, mas vai ter uma crise de consciência nos próximos capítulos.

Após devolver o fogão para a
loja, o rapaz consegue resgatar o dinheiro que a mãe havia dado de entrada no
produto, e vai até o banco acompanhado de Inês (Carol Macedo) quitar a tal
dívida de uma vez por todas. Ele vai até o guichê e entrega o dinheiro. “Depois de se livrar dessa preocupação, vai
ficar com a cabeça livre pra concentrar nos estudos”
, diz Inês.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E ele assente. “É tudo que mais quero… Depois de pagar
as extravagâncias do meu pai”
, responde ele. Quando o atendente do banco
lhe entrega o recibo, Carlos resolve perguntar se é possível saber qual a
origem daquela dívida, quando se surpreende com a resposta. “Aqui no canhoto da promissória consta que
foi um crédito feito em uma livraria. Pra compra de livros universitários de
medicina”
, diz o atendente do banco.

Carlos fica em choque, afinal mal
julgou o pai, que se endividou para pagar seu material de faculdade. “Meu pai pegou o empréstimo pra comprar os
meus livros da faculdade. E eu falando mal, achando que a dívida era por
diversão, bebida… Fui tão injusto, chamei ele de maldito, maldito!”
, fala
ele para Inês, atordoado.

“Meu
pai se endividou porque queria que eu me formasse médico. E isso está cada vez
mais longe de acontecer”
, diz Carlos que rejeita o convite de Inês
para ir a uma confeitaria, e vai direto para a casa conversar com sua mãe. Lola
pede que o rapaz não se culpe tanto. Nisso, Alfredo chega em casa, e percebe
que algo está acontecendo. Sem querer esconder, Carlos diz ao irmão que a
dívida feita pelo pai foi para pagar livros.

“Então está tudo justificado: foi por um motivo nobre. Investir no futuro do melhor filho”, diz Alfredo que provoca o irmão dando dinheiro à mãe, e dizendo que ele é o filho considerado ruim, mas o que mais contribui financeiramente, enquanto Carlos só consegue provocar mais despesas. Carlos fica chateado, e diz que Alfredo só está entregando aquela quantia para a mãe naquela hora para aparecer.

“O meu pai sustentava a casa… Não é o caso do Carlos, ou estou enganado? Banca o chefe da família, mas é só pose, porque não tem autoridade pra tanto”, diz Alfredo, até que a mãe pede que eles parem. As cenas estão previstas para irem ao ar no capítulo 78, que deve exibido na segunda-feira, 30 de dezembro. Alterações podem ocorrer devido à edição dos capítulos.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos da novela Éramos Seis

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais