Bolsonaro rebate Jornal Nacional e exige direito de resposta: “Acusação de genocida para cima de mim”

Editorial sobre ações do governo sobre a pandemia irritou o presidente

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cumprindo a promessa que fez em uma live no último dia 13, o presidente Jair Bolsonaro entrou com uma ação judicial contra a TV Globo, exigindo um espaço para direito de resposta no Jornal Nacional. A atitude de Bolsonaro decorre de uma insatisfação com um editorial do telejornal que criticou ações do governo durante a pandemia, informa a coluna Radar, da revista Veja.

O pedido de espaço para um direito de resposta no jornal de William Bonner e Renata Vasconcellos foi protocolado pela Advocacia-Geral da União, no Rio de Janeiro, em uma petição no Tribunal Regional Federal da 2ª Região da cidade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vamos tentar a responsabilização e o esclarecimento da verdade no tocante a essa matéria, porque não dá para a gente não se defender disso. Uma acusação de genocida para cima de mim no horário nobre, ou que eu sou o responsável e que deveria cumprir a Constituição“, reclamou Bolsonaro na live, sem citar o Jornal Nacional.

A defesa do presidente alega na Justiça que o editorial tem “indevidas ilações sobre uma suposta omissão deliberada por parte do Governo Federal, no contexto de combate à pandemia do gerada pelo Covid-19”.

Em nota enviada ao portal Notícias da TV, a TV Globo nega que o Jornal Nacional tenha feito tais acusações. “O editorial do Jornal Nacional não acusou o presidente pelas mais de 100 mil mortes da pandemia de coronavírus.

Apenas listou fatos ocorridos durante a pandemia e convidou o telespectador a uma reflexão sobre que autoridades (prefeitos, governadores e presidente) cumpriram seu dever constitucional de zelar pela saúde da população. Na mesma edição, foi divulgada nota da Secom defendendo as ações do governo federal no combate à pandemia”.

A partir dos 33 minutos e 40 segundos você assiste o momento em que Bolsonaro rebate o editorial do JN

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais