Autora de Segunda Chamada adianta novidades da próxima temporada

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite desta segunda-feira (17) aconteceu no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, a entrega dos troféus APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). O evento reuniu um numeroso elenco de profissionais dos mais diversos setores da arte. As autoras da série Segunda Chamada Carla Faour e Julia Spadaccini estiveram presentes no evento para receberem o troféu de Melhor Série de 2019.

Em entrevista ao Observatório da TV, Carla Faour fala sobre o reconhecimento de seu primeiro trabalho como titular. “É uma honra receber este reconhecimento de um trabalho, uma série que fala sobre diversidade. Ver esse trabalho ser reverberar é maravilhoso“, disse ela sobre o Prêmio APCA. “Estou junto de grande mulheres, temos direção de uma mulher, eu escrevo em parceria com Julia, que é incrível, temos uma protagonista mulher e falamos de assuntos femininos. A série fala do momento que estamos vivendo, são temas pertinentes que precisam ser falados“, ressaltou a profissional, que já está envolvida nos trabalhos da nova temporada. Ambientada na capital paulista, mais propriamente em uma famosa construção histórica e bastante simbólica erguida nos anos 50 para acolher a Escola do Jockey Club de São Paulo, o local foi batizada de Escola Estadual Maria Carolina de Jesus e continuará na nova temporada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Programada para estrear em abril, Segunda Chamada retornará ainda mais polêmica. A autora adiantou que o enredo apostará forte em uma camada muito mais sem voz. “Se a gente falou de pessoas carentes na primeira temporada, vamos falar de uma camada ainda mais desassistida, ainda mais sem voz. Continuaremos com os nossos professores e a mesma escola, todos os alunos que se formaram na primeira temporada não estarão na nova temporada. Teremos novas problemáticas, novas questões, novos temas“, revelou Carla Faour sobre a produção que escancarou as falhas do sistema educativo no Brasil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio