Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
53 anos de carreira

Altas Horas homenageia o cantor Fábio Júnior neste sábado

Fafá de Belém, Simony e outros convidados participam do especial musical

Publicado em 03/06/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O Altas Horas deste sábado (4) promete uma atmosfera romântica, cheia de boas lembranças e emoção. O programa da Globo reúne Dilsinho, Fafá de Belém, Gustavo Mioto, Padre Fábio de Melo, Simony, Toni Garrido e Vinícius Cantuária para homenagear Fábio Júnior, que completa 53 anos de carreira.

Cada convidado apresenta uma releitura de alguns dos sucessos do cantor, e compartilha histórias que têm com ele. Fábio Júnior relembra, junto de sua banda, hits como Enrosca, Sem Limites pra Sonhar, Quando Gira o Mundo, Felicidade e Alma Gêmea, e fala sobre sua trajetória, em especial o início da carreira como ator.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Eu fui figurante de novela, não tinha fala. Fiz cursos em São Paulo, de teatro, e aí fui conseguindo. Minha primeira novela foi Despedida de Casado (1977), uma novela das dez, que foi censurada e então o elenco foi absorvido por Nina (1977/1978), outra novela do mesmo horário”, conta.

Abrindo a noite, Dilsinho canta Caça e Caçador e se comove. “Acho que a gente fica emocionado assim porque a história que esse cara representa a música romântica e as histórias de amor que a vivemos o tempo todo; todas as gerações. Acho que tem um pouco do Fábio que faz parte da nossa vida”, diz.

Em seguida, Fafá de Belém interpreta O Que é Que Há para homenagear o amigo e o elogia: “O Fábio é o único artista brasileiro que tem essa carreira fabulosa como ator, cantor e compositor. É uma coisa única e admiro. É tão bom te ver em cena, em novela e a qualidade do artista.

Gustavo Mioto, então, canta Vinte e Poucos Anos, e Padre Fábio de Melo apresenta Pareço um Menino, além de contar uma história inusitada que envolve o cantor romântico.

Quando eu fiz meu primeiro disco, que vendeu mais de um milhão de cópias em dois meses, a música que dava nome ao álbum era Vida, um sucesso do Fábio, onde fazia referência a primeira vez que eu cantei sozinho”, conta.

Já Simony mostra uma versão de Desejos e Delírios, e se revela como grande ‘tiete’ do intérprete quando criança. “Ele era o meu maior ídolo. Até hoje eu sou apaixonada, é um amor de alma. Eu estou muito emocionada de estar aqui, fazendo essa homenagem, porque eu acho que ele merece tudo”.

Toni Garrido coloca toda a potência vocal em Senta Aqui e, para fechar as participações, Vinícius Cantuária, apresenta Só Você, canção composta por ele e sucesso na voz de Fábio Júnior.

O Altas Horas tem apresentação e direção geral de Serginho Groisman, direção de Adriana Ferreira e vai ao ar aos sábados depois de Pantanal.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....