A Fazenda: Jakelyne Oliveira e Lidi Lisboa falam sobre racismo: “Sempre me considerei negra”

A atriz contou nunca ter percebido que algumas situações que sofreu foram por racismo

Publicado há 10 dias
Por Rafael Carvalho
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante a manhã desta terça-feira (17) em A Fazenda 12, Lidi Lisboa e Jakelyne Oliveira engataram uma conversa sobre racismo. A modelo afirmou que não é correto falar o termo CC para citar cheiro de suor, pois o significado da sigla é “cheiro de criolo”. “Eu tô chocada”, afirmou a atriz.

Lidi estava comentando sobre nunca ter percebido que algumas situações que sofreu foram por racismo. “Agora, as pessoas tão começando a acordar, assim como eu também acordei depois de 35 anos”. Jakelyne seguiu falando sobre racismo. “Idealizamos o mundo perfeito em que as pessoas não são julgadas pelo tom da pele, porque estava disfarçado. Igual você tá falando que não percebeu que era o racismo nos personagens e na reação das pessoas, que achava que era você como Lidiane, que a pessoa não gostou de você”, afirmou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jakelyne então começou a desabafar sobre sua própria cor. “Isso vai ser reformulado igual a questão do pardo. Na minha certidão eu sou parda. Eu falei isso com a minha mãe. Isso por muito tempo foi uma questão minha com a minha mãe. Exemplo, a Raissa Santana que é Miss Brasil. Ela tem exatamente o mesmo tom de pele que eu, mas ela tem o cabelo black, é black que fala, né? E aí somos exatamente do mesmo tom de pele só que o cabelo dela é black”, disse. A modelo também recordou que a primeira Miss Brasil negra é Deise Nunes, que foi coroada em 1986.

 Lidi se mostrou pensativa e recordou que muitas vezes escuta sobre seus traços. “Você falou, e eu fiquei pensando. As pessoas quando falam comigo e dizem ‘você é negra, mas você tem traços finos, né?’”. A atriz comentou sobre as polêmicas de que a imprensa a criticou quando ela protagonizou a novela “Jezabel” (RecordTV). “Eu buguei, e os jornalistas me massacraram, falando que eu era uma estrela e não queria responder as perguntas”, lamentou. A tal questão mencionada não foi exibida no streaming, mas pelo desabafo da atriz, ela lamentou que algumas perguntas só eram feitas por ela ser negra. “Não iam perguntar para alguém loira, com olhos azuis”, finalizou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio