A Fazenda 2019: Peões relembram roubos à mão armada

Publicado há um ano
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em conversa na academia da casa do reality A Fazenda 11, nesta segunda-feira (7), os peões Guilherme Leão e Andréa Nóbrega contaram sobre roubos que já sofreram à mão armada. O segurança do metrô lembrou de um episódio no início deste ano, em Recife (PE).

“Fui fazer um trampo lá e nunca tinha ido pra lá, aí eu fui conhecer a praia, só dar uma olhada. Acordei seis e pouco, fui pra praia, mó sol, bem vazia, tava fumando um cigarro e veio um cara x, esquisito, arrumei um cigarro pro cara e dai fui caminhando”, detalhou o modelo. Andréa já se mostrou apavorada com a história.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ai que medo”, disparou a peoa. Guilherme, em seguida, continuou a história. “Aí ele chamou um amigo dele, pediu pra arrumar um cigarro, e eles foram me seguindo, andando meio que assim, paralelo a mim, só que do outro lado”, explicou o participante, que revelou que em seguida foi surpreendido.

“Quando eu vi, sério, ele sacou da bermuda uma peixeira desta lapa assim oh (mostrou o tamanho com as mãos), aí na hora eu já vi fui correndo, só que daí o outro cara foi correndo pra me fechar e ele também sacou uma. Então, assim, eu fui correndo, correndo, meu chinelo ficou, só que aí eu fui ver que mesmo que eu corresse, o outro ia fechar e se ele taca aquele negócio em mim já era.

“Aí parei, corri assim uns 15 metros, parei, daí os caras já vieram a milhão com o bagulho aqui, já cataram meu celular novinho. Aí cataram meu escapulário que eu tinha ganhado de ouro da minha ex namorada. Aí meu relógio não saia e os caras com o bagulho no meu pescoço. Mano, os caras na noia, logo cedo, muito melhor levar minhas coisas tudo do que no mínimo cortar minha perna ou meu braço”, relembrou o peão, que disse ter ficado sem nada e com o psicológico abalado para fazer o trabalho.

Andréa, logo depois, comentou que também foi assaltada. “Eu não sabia andar por São Paulo, então eu tinha motorista, aí eu peguei meu carro, parei no Shopping Iguatemi, eu estava com um solitário e um relógio, guardei meu carro, atravessei o shopping, peguei o táxi, andei um pouquinho. Eu estava indo pra Moema quando um cara de moto parou, assim, do lado e pediu pra passar tudo.”

“Aí o cara do táxi falou pra eles pegarem leve e eles ‘seu anel, seu relógio’ e as minhas pernas assim, uma arma desse tamanho (mostrou com as mãos), eles colocaram a cabeça no carro, eram dois na moto”, disse a ex-humorista, que confessou que ao chegar no destino ligou chorando para o irmão ir buscá-la.

Confira mais informações, curiosidades, e tudo o que acontece em tempo real em A Fazenda.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio