A Dona do Pedaço: No tribunal, Cássia desmoraliza Agno ao revelar negligência

Publicado há um ano
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agno (Malvino Salvador) achou que levaria a melhor novamente contra Lyris (Deborah Evelyn), no tribunal, em A Dona do Pedaço. Mas acaba frustrado, uma vez que não consegue a guarda de sua filha Cássia (Mel Maia). Apesar da confiança e do apoio de Fabiana (Nathalia Dill), o depoimento da menina acaba sendo determinante.

Tudo começa com Agno atacando a ex, lembrando do passado pervertido dela. “Eu já provei no processo de divórcio que ela fazia sexo na cozinha com o entregador de bolos”, afirma. O juiz reclama e diz que ele não está autorizado a falar. Antero (Ary Fontoura), advogado dele, minimiza: “Perdoe meu cliente, Excelência, mas é que ele ainda está muito chocado pelo fim do casamento”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Neste momento, é Lyris quem não se aguenta e dispara: “Chocado? Meu marido é gay. Me traía com homens. Meu ex-marido, não há exemplo pior que o seu. Nunca se interessou pela Cássia”. Ele avisa que ela não tem provas do que diz. “Tudo isso é uma questão econômica. Ele não quer dar nem o pouco que dá para o sustento da minha filha. A mim, já me deixou com uma miséria”, esbraveja Lyris.

Testemunhas falam

“Embora não deva emitir opiniões, eu me sinto obrigado a dizer o que penso. Os dois são péssimos pais, segundo o processo de divórcio ficou provado que a senhora se encontrou… intimamente com o entregador de bolos, na própria cozinha”, argumenta o juiz.

Na sequência, começam os depoimentos. Gladys diz: “Meu coração sangrava. A pobre menina via o pai um pouco no café da manhã, e um pouco após o jantar. Isso quando vinha jantar, pois usava a noite para buscar homens. Lamento dizer, senhor juiz, mas não é o fato dele ser gay, é o descaso…”.

Fabiana vai na contramão e defende Agno: “Eu sou amiga do Agno, sei o quanto ele ama a filha. A mulher dele passava os dias no cabeleireiro… a avó também, é uma perua. Eu me choco muito com essas coisas, pois fui criada em convento, e imagino que o amor de mãe devia superar tudo. Mas essa mulher nunca se interessou pela filha”.

Cássia se posiciona

O juiz, então, pede para ouvir a opinião de Cássia, que admite que o pai chegava tarde em casa e sua mãe a deixava o dia todo sozinha. “Meu pai já me fez escolher, quando saiu do apartamento onde a gente morava. Escolhi minha mãe porque ele se tornou um estranho pra mim… Muitas vezes eu acho que queria que a guarda fosse dada ao computador… Eu tenho mais relacionamento com meu laptop que com qualquer um dos meus pais!”, afirma a garota.

Com isso, o juiz conclui a cena dando uma sentença favorável para Lyris: “Mediante as declarações aqui prestadas, eu delibero que a guarda da menor Cássia Mantovani Aguiar seja dada à mãe, dona Lyris Mantovani… por escolha da própria menor. A audiência está encerrada”.

A cena está prevista para ir ao ar no capítulo 73, na segunda-feira (12).

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos da novela A Dona do Pedaço

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio