Fora do Dancing Brasil, Alinne Prado conta que toparia outro reality com uma condição: “se não tiver confinamento”

Publicado há um ano
Por André Júnior
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alinne Prado deixou o Dancing Brasil 5, da Record TV, na noite da última quarta-feira (14). Ao todo, foram apenas 19,86% dos votos dos telespectadores destinados à jornalista e ex-apresentadora do Vídeo Show.

Prado dançou no programa ao som de O Canto de Daniela Mercury num episódio especial do reality, mas não agradou Fernanda Chamma e os demais jurados de Xuxa Meneghel.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A ex global deu adeus às chances de faturar 500 mil reais na sétima noite de competição, onde MC Koringa também se despediu da atração
devido uma lesão séria na perna. Em entrevista ao Observatorio da Televisão, Alinne revela que sua participação foi uma luz para muitas mulheres negras como ela que sonhavam em se tornar
paquita. Confira o bate papo completo:

Alinne, antes de participar do Dancing Brasil você nos contou que esta experiência seria a realização do sonho de ser paquita. O sonho foi realizado? Valeu a pena tudo isso?

A realidade superou o sonho. No Dancing eu mergulhei no auto-conhecimento mental e corporal. Tinha muitos medos de fazer pegadas aéreas de dança – e fiz em todas as minhas coreografias. Me diverti naquele palco, e ainda realizei este sonho de tantas meninas como eu, de ser paquita. O simbolismo desse chapéu no cabelo black power é forte demais. Valeu a pena demais! 

Xuxa

O que de fato significou para você pode estar ao lado de Xuxa Meneghel?  

A Xuxa é uma mulher diferenciada. Ela tem uma áurea, uma luz, um olhar azul que hipnotiza. E ela gosta de brincar com a magia que exerce. Eu, que
uso as palavras como ganha pão, ficava sem saber o que falar direito ao lado dela.   

O Dancing Brasil foi a única experiência com reality shows para você ou aceitaria outras propostas?

Só se não tiver confinamento pode ser que sim. Essa coisa de ficar preso numa casa, vendo todos os dias as mesmas pessoas me dá uma sensação
meio claustrofóbica. 

Você pretende voltar a TV como repórter?

Quero voltar como apresentadora ou repórter de um programa de comportamento com entrevistas tipo prosa gostosa. E escreva aí: eu ainda voltarei plena e feliz! 

E agora, para quem vai a sua torcida no Dancing?

Todos ali merecem minha torcida. São pessoas incríveis que se superaram e tornaram power bailarinos. Eu vibro demais com as apresentações
deles. Qualquer um ali é plenamente merecedor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais