Sem Disney, SBT abusa de reprises de desenhos

Publicado há 2 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na reforma promovida em sua grade após a saída da faixa Mundo Disney, o SBT optou por manter o espaço das atrações infantis. Para isso, espichou o Bom Dia & Cia e o Sábado Animado, com a inclusão de mais desenhos animados. Aos domingos, lançou a Sessão Desenho, também com um pacote de animações. No entanto, este aumento de espaço só tem sido possível porque a emissora tem abusado da reprise de desenhos.

A nova Sessão Desenho, por exemplo, exibe apenas os mesmíssimos Kung Fu Panda e Ben 10, animações que fazem parte do Bom Dia & Cia. Já o Sábado Animado completou sua nova duração com mais episódios de Bob Esponja, desenho também exibido no programa diário. Enquanto isso, o programa de Silvia Abravanel segue reapresentando episódios de Scooby Doo e Tom & Jerry. Nada contra estas animações, muito pelo contrário. Mas não seria o caso de trazer coisas novas?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Novos episódios de Dragon Ball Super chegam em outubro ao Cartoon Network

Se a emissora se propõe a ter três atrações compostas por desenhos animados, poderia ter o cuidado de destinar desenhos específicos para cada uma delas. Se uma mesma série animada já tem seus episódios reapresentados à exaustão no Bom Dia & Cia, não faz muito sentido exibi-la também aos domingos. Isso leva a distorções estranhas, já que alguns desenhos são exibidos em todos os horários, enquanto outros ficam engavetados.

No passado, o SBT organizava melhor suas animações

Não faz muito tempo que o SBT costumava dividir seu pacote de desenhos de maneira mais coerente em suas faixas de animações. Anteriormente, ao Bom Dia & Cia, cabiam estreias e os desenhos mais recentes. Enquanto isso, o extinto Carrossel Animado exibia desenhos para crianças menores. Outra faixa extinta, o Festolândia, exibia clássicos de Hanna-Barbera. Já o Sábado Animado mesclava desenhos clássicos, em suas primeiras horas, com animações mais modernas, na metade final. Por que não pensar em fazer algo parecido?

Fora isso, o SBT precisa urgentemente ir às compras e renovar seu pacote de animações. Estreias recentes aconteceram, como as novas séries do Ben 10 e As Meninas Superpoderosas. Além disso, estrearam novos episódios de séries como Jovens Titãs em Ação. Isso é bom. Mas pouco para um canal que dedica tantas horas ao conteúdo infantil.

Ou seja, continua sendo sempre louvável o SBT dispensar tanta atenção aos pequenos. Mas poderia haver um maior cuidado na escolha dos conteúdos exibidos. O fato de a emissora ser praticamente a única rede aberta a apostar em infantis não deveria ser, também, uma acomodação. Pelo contrário. É preciso ainda mais atenção para que o canal siga como uma referência no segmento.

Leia também: Band tenta emplacar no entretenimento, mas seu DNA ainda é o esporte

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio