Pega Pega tem boa premissa e boas atuações, mas fica devendo em vários pontos

Trama tem bom ponto de partida, mas se perde em sua própria proposta

Publicado em 19/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mais uma “edição especial” no horário das sete, enquanto Quanto Mais Vida Melhor não fica pronta para estrear, Pega Pega volta ao ar precocemente. Afinal, a trama de Claudia Souto foi exibida há pouco tempo (entre 2017 e 2018) e, em tese, estaria fresca na memória do público. O curto intervalo pode ser um empecilho para a produção, que terá o desafio de manter a ótima audiência de Salve-se Quem Puder.

Mas a escolha se justifica, em razão do sucesso de audiência alcançada pela trama em sua primeira exibição. Pega Pega teve uma das maiores médias da faixa na década passada, o que a credencia para um repeteco. No entanto, apesar do sucesso nos números, Pega Pega não teve lá grande repercussão. A trama não virou uma grande fofoca e nem possui personagens marcantes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Justiça seja feita, a premissa da novela é ótima. Pega Pega gira em torno de quatro funcionários de um hotel de luxo no Rio de Janeiro que planejam um grande assalto no estabelecimento. Ao saber que o Carioca Palace foi vendido, e que o dinheiro da venda está em quatro malas no cofre do local, Malagueta (Marcelo Serrado), Agnaldo (João Baldasserini), Sandra Helena (Nanda Costa) e Júlio (Thiago Martins) tratam de afanar a grana.

Ao centrar toda a história num hotel, e trazendo um grande crime como ponto de partida, Pega Pega remete aos clássicos do cinema de mistério, mas com um tom de comédia que lembra as chanchadas brasileiras. Trata-se de uma premissa que dá um charme ao enredo, já que permite inúmeros desdobramentos.

Além disso, a novela foi marcada pela atuação de veteranos em estado de graça. Irene Ravache (Sabine), Marcos Caruso (Pedrinho Guimarães), Elizabeth Savalla (Arlete) e Angela Vieira (Lígia) vivem ótimos momentos. A trama também revelou Valentina Herszage, que vive a jovem Bebeth.

Falhas

Porém, as boas atuações e a boa premissa não garante o desenvolvimento da novela. Pega Pega é marcada por algumas incongruências, sendo que algumas delas surgem justamente da história central. Isso porque a trama traz ladrões amadores que cometem um grande roubo, mas não convence. Antônia (Vanessa Giácomo), a investigadora, simplesmente não consegue solucionar o crime, e a investigação não se sustenta.

E não há qualquer explicação para a investigação não andar. Com isso, a trama central acaba se tornando uma grande enrolação, o que gera momentos de puro aborrecimento. Além disso, Claudia Souto é aluna da “escola Walcyr Carrasco de humor”, adepta de piadas meio bobinhas que deixa a novela com um tom infantil.

Ou seja, Pega Pega é uma novela com problemas estruturais. Mas tem apelo popular, vide seus excelentes índices de audiência há três anos. Resta saber se o público ainda aguenta reprises e dará mais uma chance ao roubo do Carioca Palace.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio