Mesmo ruim, Ilha de Ferro serve como “aperitivo” à volta de Verdades Secretas

Série não consegue envolver o público com seu excesso de dramas

Publicado em 21/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produção do Globoplay, Ilha de Ferro ganhou uma exibição diária na TV Globo. A produção, na verdade, serviu apenas como “abre alas” para a volta da dramaturgia diária da emissora na faixa das 23 horas, que terá sequência com a reprise de Verdades Secretas.

Prevista para três temporadas, Ilha de Ferro acabou cancelada pelo Globoplay ao final de seu segundo ano. Apesar dos inúmeros elogios, inclusive da revista Variety, que a elegeu como uma das melhores produções internacionais do ano de 2018, a série não disse a que veio.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Esta exibição na TV aberta deixou isso bem claro. Dante (Cauã Reymond) é um “herói anti-herói” sem um pingo de carisma, e é muito difícil torcer por ele. Além disso, seus inúmeros dramas pessoais e profissionais apenas se repetem a partir da segunda temporada, o que faz Ilha de Ferro andar em círculos. Não há um bom desenvolvimento dos dramas, e a série se apoia apenas num emaranhado de tragédias. Não é uma produção envolvente.

Resgate da novela das onze

Entretanto, a exibição de Ilha de Ferro neste mês de agosto na linha de shows da Globo foi estratégica para a programação da emissora. Além de oferecer algum conteúdo inédito na TV em meio a tantas reprises, a série também serviu como um “esquenta” para a faixa, que terá a reprise de Verdades Secretas como grande trunfo.

Ou seja, a Globo ensaia retomar a fórmula de se exibir dramaturgia diária num horário mais avançado, hábito que foi abandonado há alguns anos quando as chamadas “superséries” foram abolidas. Retomar a ideia neste momento não é por acaso: no ano passado, The Voice Brasil penou ao enfrentar A Fazenda, da Record TV. Por isso, neste ano, a Globo está se precavendo.

Vale lembrar que a “supersérie” nasceu, chamada de “novela das onze”, a partir do remake de O Astro, exibido em 2011. O objetivo era exatamente esse: frear A Fazenda. Afinal, quando um reality show diário emplaca, dificilmente a concorrência consegue fazer o público mudar de canal. Mas, ao apostar em dramaturgia diária, a Globo consegue criar um hábito no público, ficando mais forte diante da concorrência.

Verdades Secretas foi um grande sucesso em 2015. E é pouco provável que sua reprise não seja igualmente bem-sucedida. Walcyr Carrasco, o autor, sabe como falar às massas, além de oferecer uma trama com um inegável apelo. Ou seja, este repeteco não servirá apenas para turbinar a estreia de Verdades Secretas 2, mas também para impedir a concorrência de roubar preciosos pontinhos no ibope… A briga vai ser boa.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio