Entusiasta da TV, Luiz Bacci ficou maior que o Cidade Alerta

Jornalista provou excelência como comunicador e merece novos voos no entretenimento

Publicado há 5 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De uma quase carreira na aviação, a rota de Luiz Fernando Elui Bacci ganhou novas linhas e aterrissou na TV. A vontade de sua mãe, Nádia Bacci, se entrelaçou com o sonho do garoto que, aos 8 anos de idade, já queria ser apresentador.

Abraçada pela ideia do filho, o sonho se concretizou muito antes do previsto. Luiz Bacci ganhou os holofotes da fama ainda criança, na Rede Manchete, em 1998.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Hoje, o célebre e carismático profissional se posiciona entre os nomes mais populares e importantes da área. Luiz Bacci galgou um espaço interessante na televisão e é nela que alça os seus maiores voos. Lugar almejado por muitos e inspirador para os mais jovens.

Luiz Bacci apresenta o Cidade Alerta na Record TV (Reprodução: Instagram)

Ter um programa próprio na TV em um horário de tamanho alcance, e ainda mais, mantê-lo em “boa forma” durante esses quase três anos, é um desafio e tanto.

Vice-líder absoluto num cenário tão competitivo como o tarde-noite, Luiz Bacci segue honrando com maestria no Cidade Alerta o que aprendeu com os veteranos da profissão, e por ai inclui-se, é claro, Marcelo Rezende, que dispensa comentários.

E como ninguém é perfeito, Bacci tropeçou, sim, e poderia ter sido mais humano em alguns casos, ou mais fiel ao que se propõe a fazer, que basicamente é lidar com o coração e os sentimentos das pessoas abordando casos estarrecedores diariamente. Mas é com os erros que se aprende, bem como nós, pessoas de profissões “comuns”, também aprendemos com nossos erros.

Mas Bacci carrega um selo definitivo, o de profissional da TV. Mais que jornalista, ele, cria da Manchete e SBT, é atribuído de excelência e grandeza de talento. Por isso ele merece mais! Luiz Bacci faz parte do time dos que mais influenciam a quem assiste TV aberta.

Há quase três décadas com os dois pés fincados na televisão, estranho seria se o apresentador do Cidade Alerta não batesse no teto do policialesco. E este tempo chegou! A presença de Luiz Bacci no programa exaure a ele mesmo. É a velha história dos ciclos que se concluem.

Luiz Bacci apresenta o Cidade Alerta (Divulgação: Record TV)

No caso de Luiz Bacci, não é comodismo dele nem de emissora, e mesmo se fosse, o cenário econômico atual não tem propiciado margem para que novos ou grandes investimentos sejam feitos a curto prazo, mas é necessário analisar, desde já, uma transferência de Luiz Bacci para o entretenimento. É um desperdício deixar que o apelo que ele tem com as donas de casa, jovens e trabalhadores, não seja explorado.

Em 2007 Luiz Bacci apresentou uma edição do clássico Fantasia (Reprodução: YouTube)

Luiz Bacci, de tempos já ficou maior que o Cidade Alerta e merece um espaço mais interessante e qualificado na grade da emissora. Potencializado e enérgico, Bacci tem tudo para alcançar uma posição ainda melhor na carreira ao fugir do comodismo.

Em outras fases da carreira o jornalista pôde se aventurar no entretenimento, e não decepcionou. Talvez seja a hora de novas apostas. No “queridômetro” da TV ele faz bonito. Os equívocos do passado nem de longe comprometem o profissional que é. É a velha história do “Que atire a primeira pedra quem nunca …”.

Difícil presumir ou explicar o que torna uma presença popular na televisão tão próxima ou querida, bem como um familiar. Bacci é desses, doa a quem doer, ele é um jornalista que faria falta caso não estivesse no ar. Porém, novos desafios representam o renascimento.

E na TV, mais que o feijão com o arroz bem feito, é preciso originalidade, é preciso caminhar com o tempo. Bacci precisa de novos voos. Quem sabe após a pandemia do coronavírus ele queira um respiro do hard news e busque novos horizontes no entretenimento. Fica aqui o registro!

As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais