De casa nova, Ana Maria Braga busca reinvenção do Mais Você

Apresentadora começa a encontrar novo rumo para seu programa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ana Maria Braga promoveu mais uma reestreia de seu Mais Você. Prestes a completar 22 anos no ar, o matinal vive de constantes renovações. Porém, esta volta à sede da Globo em São Paulo, mais do que uma mudança de endereço, sinaliza uma nova mudança de rota. E que pode ser benéfica para a atração.

A transformação do Mais Você teve início ao fim do ano passado. Com o falecimento de Tom Veiga e a saída de cena de Louro José, a dinâmica na apresentação do programa foi alterada. Sem seu companheiro, Ana Maria passou a bater mais bola com colaboradores da atração, mantendo o tom de conversa que sempre o caracterizou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, a pandemia da covid-19 mostrou à equipe que é possível fazer um programa sem que, necessariamente, apresentadora e convidados tenham que compartilhar o mesmo espaço. As entrevistas remotas e os links ao vivo se tornaram ferramentas de rotina, e o público já está habituado a estas novas formas de comunicação.

Ou seja, lá em 2008, quando o Mais Você trocou São Paulo pelo Rio de Janeiro, a ideia era ter acesso ao elenco da Globo que dava expediente no antigo Projac. Mas, neste momento em que as entrevistas podem acontecer de qualquer lugar, bastando apenas uma boa conexão com a internet e um celular, este argumento já não é mais válido.

Sendo assim, para o público, não faz muita diferença de onde Ana Maria toca o seu programa. A interação com os convidados e colaboradores seguirá a mesma, da maneira que for possível. Basta ver o café da manhã com o eliminado do BBB, uma tradição de anos do matinal. Agora, o bate-papo é feito por meio de link ao vivo, e o resultado é bastante satisfatório. É como se não houvesse distância.

O futuro

Mas espera-se que, aos poucos, o Mais Você traga ainda mais novidades. Há a promessa de um novo companheiro de cena para Ana Maria, o que é uma ideia a ser tocada com cuidado. Afinal, não será fácil substituir uma figura tão única quanto foi o Louro. As comparações serão inevitáveis. É preciso pensar bem.

Até aqui, a grande saída para que Ana Maria é seguir apostando em colaboradores com quem ela possa dividir a cena. Ou seja, não apostar num “co-apresentador”, mas sim em diferentes parceiros que atendam aos diferentes assuntos do programa. Tem dado certo até aqui, e pode ser um caminho interessante.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio