Análise: Audiência da Copa América é vitória para SBT e derrota para Bolsonaro

Emissora registra maior audiência em São Paulo desde 2008, mas frustra presidente por não tomar liderança da Globo

Publicado em 14/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Copa América é uma competição esportiva. Realizada no pico de uma pandemia, se transforma em uma questão de saúde pública. E, nas mãos de Jair Bolsonaro, está sendo politizada. O presidente e seus apoiadores usaram a estreia do torneio de futebol no SBT, no último domingo (13), para atacar a Globo, porém a vitória da seleção brasileira sobre a Venezuela ficou atrás do Domingão (sem Faustão) no Ibope. Quando a Globo é líder, Bolsonaro perde.

Em São Paulo, o Domingão com Tiago Leifert e participação de Ed Gama registrou 17 pontos de audiência e 28% de share (porcentagem entre os televisores ligados), contra 14 pontos do SBT e 23% de participação. Cada ponto equivale a 76.577 domicílios na Região Metropolitana da capital paulista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Já no Rio de Janeiro, a Globo liderou no horário com 19 pontos de audiência e 31% de participação, enquanto a Copa América marcou 12 pontos e 20% de participação (cada ponto representa 49.089 domicílios). O Domingão também bateu a seleção brasileira com 31% de vantagem no PNT (Painel Nacional de Televisão), que reúne audiências das 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil (268.278 domicílios por ponto).

Os números acima, ao contrário do que parecem, não são negativos para o SBT, que comemora o ótimo desempenho do futebol. A emissora obteve em São Paulo sua melhor audiência na faixa horária desde 14 de setembro de 2008, quando Gugu Liberato (1959-2019) ainda comandava o Domingo Legal. Em relação ao domingo anterior, cresceu 59%.

Os resultados da rede de Silvio Santos são irrelevantes para Jair Bolsonaro (e olha que Silvio é seu apoiador). Na “guerra” de “narrativas” (mentiras e distorções) que o presidente se propõe a fazer contra seus opositores, ele publicou uma foto assistindo à Copa América, apontando para o símbolo do SBT no televisor e vestindo uma camisa do Brusque com patrocínio da Havan (empresa aliada do governo e da Copa América na emissora).

A transmissão da competição sul-americana no SBT foi divulgada incessantemente nas redes sociais por bolsonaristas, inclusive com ofensas e ameaças a profissionais da Globo que se manifestaram contra a realização do torneio no Brasil no pico da pandemia de coronavírus, após a Argentina desistir exatamente por esse motivo.

O SBT ainda transmitirá jogos do Brasil na próxima quinta, às 21h, e no dia 27 (domingo), às 18h, além da final, em 10 de julho. Financeiramente, mesmo com o boicote de patrocinadoras, a Copa América foi positiva para a emissora, a Conmebol (organizadora do torneio) e o governo. Bolsonaro tentou atrapalhar a Globo, mas não conseguiu. Essa “narrativa” o presidente terá que esquecer.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio