Reta final

Pessoa inesperada entrega herança para Januário em O Cravo e a Rosa

Caipira fica com todo o dinheiro de Joaquim e Marcela cai para trás

Publicado em 21/09/2022

Januário recupera a herança em O Cravo e a Rosa? Sim, mas apenas no último capítulo da novela. O personagem de Taumaturgo Ferreira é ajudado por uma pessoa inesperada.

Tudo começa com a repentina morte de Joaquim (Carlos Vereza). O ricaço morre em pleno casamento e deixa muita gente desesperada e aliviada.

Não demora para seu testamento ser aberto e uma bomba vir à tona: tudo está em nome da porquinha. O animal foi um presente de Lindinha (Vanessa Gerbelli) para Januário.

Joaquim (Carlos Vereza) em O Cravo e a Rosa
Joaquim Carlos Vereza em O Cravo e a Rosa

Marcela dá golpe

Quem comemora o fato é Marcela (Drica Moraes). A vilã se antecipa e compra a porca de Lindinha, com direito a recibo assinado e registrado.

Com isso, ela acredita que tem direito na herança do pai, já que é tutora do animal. Marcela não perde tempo e escorraça Januário.

O caipira acredita que está pobre, mas é por pouco tempo. Não demora para Marcela ser informada que não há nada em sua conta bancária, ou seja, o dinheiro de Joaquim não foi transferido.

Final de Januário (Taumaturgo Ferreira) em O Cravo e a Rosa
Final de Januário Taumaturgo Ferreira em O Cravo e a Rosa

Januário recupera a herança

Após fazer um barraco no hotel, Marcela procura Teodoro (Matheus Petinatti). É o advogado que revela a verdade e ajuda Januário a recuperar a herança.

Ele faz a vilã cair para trás com a informação. “Você não herdou nada!”, dispara. Mas a vilã não aceita. “Como assim? Papai deixou tudo para a porquinha! Tudo o que é dela, é meu!”, argumenta.

Mas Teodoro escancara a realidade. “Seu pai te conhecia muito bem! Te conhecia tão bem que antes de morrer, passou tudo para o nome do Januário. Quando morreu, já não possuia mais nada no nome dele”, dispara.

Dr. Teodoro (Matheus Petinatti) em O Cravo e a Rosa
Dr Teodoro Matheus Petinatti em O Cravo e a Rosa

Ou seja, o testamento em nome da porca não vale nada. “O testamento em nome da porquinha foi uma brincadeira. Um artifício para desviar a sua atenção e proteger o dinheiro do Januário”, revela.

Januário também fica surpreso, pois não sabia de nada. Marcela chora de ódio e promete se vingar do irmão caipira e de todos que a enganaram.

Leia mais textos deste colunista.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade