Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Trama das sete

Drama de Joana em Quanto Mais Vida, Melhor! gera discussão sobre maternidade

Personagem de Mariana Nunes quer engravidar de modo "independente"

Publicado em 07/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Interpretar Joana em Quanto Mais Vida, Melhor! foi um desafio para Mariana Nunes. A personagem, que começou a história como estepe para os problemas de Guilherme (Mateus Solano) e Rose (Bárbara Colen), agora enfrenta um drama em relação à maternidade.

Após decidir ter um filho por inseminação de um pai desconhecido, a médica tem enfrentado diversos desafios. Entretanto, tudo muda quando ela sofre uma queda e acaba perdendo o bebê. A cena acontece nos próximos capítulos da novela das sete.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Segundo Mariana, será uma sequência forte com grande destaque para Bruno Cabrerizo, o Marcelo, responsável por dar a notícia a Joana.

“A sequência da cena em que ela acorda da cirurgia e entende que perdeu o bebê é tão bonita porque a Joana não se desespera. Ela acabou de acordar da cirurgia, ainda está se recuperando dos efeitos da anestesia, mas a cena é do Bruno! Ele brilha muito porque o Marcelo já sabe que a Joana perdeu a criança e fica péssimo de contar para ela o que aconteceu. Porque ele sabe que aquele era um desejo dela, mas era também uma vontade dele. Para ele, é um baque muito forte porque ele teve a possibilidade de ter um filho com a mulher que ele ama. E o Bruno fez maravilhosamente bem, acho que ele está arrasando como Marcelo”.

Discussão sobre maternidade

De acordo com a atriz, o drama de Joana é importante para colocar em pauta uma discussão sobre maternidade. Ainda encarada como uma obrigação para a mulher, a novela mostra que ainda há a condição de escolher se realmente é algo necessário para todas.

“Eu gostei muito de poder levar para a TV uma discussão que é muito presente pra nós, mulheres, que é a maternidade. Hoje em dia, a gente fala muito sobre essa não obrigatoriedade da maternidade, essa questão da maternidade compulsória. Cada vez mais temos aceitado e entendido que têm mulheres que optam pela não gravidez e, por isso, não são menos mulheres. A gente tem uma ideia de que só vamos ser uma mulher completa sendo mãe, o que não é verdade. Mas o desejo varia de mulher pra mulher”.

Joana (Mariana Nunes) é operada e perde o bebê

Embora o sonho de Joana sempre foi ser mãe, ela preferiu seguir outro caminho, fora das vias tradicionais. Para Mariana, é algo relacionado a amor próprio e um desejo individual.

 “No caso da Joana, é uma decisão, uma escolha, uma vontade. Então, acho muito bonito a retratarmos uma mulher que tem a maternidade como um objetivo. É uma vontade, uma forma de realização, que funciona para ela. Não para todas as mulheres. E é uma mulher que tem condições financeiras de fazer esse tratamento. Não tem nada mais bonito do que você conseguir ser fiel e honesto aos seus desejos e às suas necessidades”.

Após o evento trágico, a médica deve ser acolhida de vez por Marcelo. A responsável pela redenção do vice-presidente da Terrare vai se unir de vez ao rapaz, para que assim eles possam formar uma família.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....