Globoplay

Cheia de qualidades e injustiçada, novela de época será resgatada pela Globo

Trama exibida entre 1999 e 2000 entra na plataforma de streaming da emissora

Publicado em 06/08/2023

A partir do dia 14 de agosto, a novela Força de um Desejo será resgatada pela Globo. A trama de época entra no catálogo do Globoplay na íntegra após ser reprisada recentemente pelo Canal Viva.

Exibida entre 1999 e 2000, a produção é cheia de qualidades: tem uma grande história, elenco repleto de estrelas, ótimo texto e muitas reviravoltas. Por isso mesmo, é considerada uma obra injustiçada, já que a audiência não correspondeu às expectativas da Globo.

Muitas qualidades

Força de um Desejo foi criada a partir de uma sinopse de Alcides Nogueira, baseada em três romances deo Visconde de Taunay. A Globo escalou Gilberto Braga para desenvolver a novela ao lado do autor junto com um grande time de colaboradores.

A trama contou com um elenco de horário nobre, encabeçado por Malu Mader e Fábio Assunção, o par romântico central, em meio a um texto inspirado, como era visto nas produções dos dramaturgos.

Além de uma grande reconstrução do século 19, a história foi marcada por conflitos familiares, abordagem da escravidão e uma vilã de arrepiar, a temida Idalina, interpretada brilhantemente por Nathalia Timberg.

Outros grandes atores que se destacaram foram: Paulo Betti, Reginaldo Faria, Claudia Abreu, Lavínia Vlasak, Isabel Fillardis, Dira Paes, Selton Mello, Denise Del Vecchio e Cláudio Corrêa e Castro.

Selton Mello, Reginaldo Faria, Sônia Braga e Fábio Assunção em Força de Um Desejo
Selton Mello, Reginaldo Faria, Sônia Braga e Fábio Assunção em Força de Um Desejo

Novela longa, audiência ruim

Mesmo com tantas qualidades, a audiência de Força de um Desejo ficou aquém do esperado. Na média, fechou com 24 pontos, longe dos sonhados 30 pontos que a emissora queria na época.

Entretanto, a novela teve a triste infelicidade de substituir o fracassado remake de Pecado Capital, que deixou a faixa das 18h em baixa. Já a sucessora, Esplendor, conseguiu aumentar três pontos. Mas a audiência só foi recuperada mais tarde, com O Cravo e a Rosa.

Além disso, Gilberto Braga não gostou muito de ser “rebaixado” para o horário das seis depois de ter feito tantos trabalhos no horário nobre. Mas a Globo se redimiu com o autor e ele voltou com tudo em 2003, escrevendo a clásssica Celebridade.

Embora com esses problemas, curiosamente Força de um Desejo foi uma das novelas das seis mais longas do canal. Terminou com 226 capítulos e foi superada apenas por Alma Gêmea, com 227.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade