FINAL

Cena tosca e macabra de Flora e Donatela encerra A Favorita; confira

Protagonistas aparecem em sequências bizarras na novela da tarde da Globo

Publicado em 06/11/2022

Uma cena tosca e macabra de Flora e Donatela vai encerrar a novela A Favorita na próxima sexta-feira (11) no Vale a Pena Ver de Novo, da Globo.

Na última semana, Flora (Patrícia Pilar) e Donatela (Claudia Raia) tem um embate de tirar o fôlego.

Flora decide invadir a lua de mel dos pombinhos Donatela e Zé Bob (Carmo Dalla Vecchia). Nessa ocasião, a ardilosa empunha uma arma e ameaça a vida de Zé Bob.

Para o desespero de Donatela, Flora acaba atirando em seu marido, que corre risco de morrer.

O que ela não espera é que Lara (Mariana Ximenes) apareça para ser sua rival. Ela atira na mãe, a polícia é acionada e leva Flora presa.

Zé Bob (Carmo Dalla Vecchia), Donatela (Claudia Raia) e Flora (Patrícia Pillar) de A Favorita
Zé Bob (Carmo Dalla Vecchia), Donatela (Claudia Raia) e Flora (Patrícia Pillar) de A Favorita

Leia mais: Quem diria? Diva cava a cova de Flora no último capítulo de A Favorita

Flora se dá mal e cena tosca finaliza A Favorita

Na cadeia, Flora é humilhada por Diva (Giulia Gam) – que logo é solta – e se apresenta como Donatela para as outras detentas. Algo que só mostra o nível de psicopatia da personagem.

Logo após, a trama exibe um dos finais mais inusitados: o de Silveirinha. O ex-mordomo aparece se oferecendo para empresariar duas meninas que formam uma dupla sertaneja. Ele quer repetir o sucesso de Flora e Donatela quando eram crianças.

Para fechar A Favorita, Donatela surge relembrando alguns flashes de sua infância com Flora.

Em um deles, aparecem as duas ainda crianças conversando em um ambiente rural. Flora, já obsessiva, assume para a amiga o quanto ela é sua favorita.

Donatela e Flora no final de A Favorita
Donatela e Flora no final de A Favorita

Confira também: Juca de A Favorita enfrentou morte do pai famoso e internação por drogas

O canal do Observatório da TV está com novos vídeos. Inscreva-se para acompanhar!

Leia outros textos desta colunista.