Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Entrevista

“Podia ter curtido mais”, desabafa Sophia Abrahão sobre Rebelde Brasil

Atriz interpretou Alice na versão brasileira produzida pela Record TV entre 2011 e 2012

Publicado em 08/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Ao longo de três anos na carreira, Sophia Abrahão foi incumbida da personagem Alice na versão brasileria de Rebelde, produzida pela Record TV entre 2011 e 2012. Dez anos após o fim da segunda temporada, a atriz relembra com carinho do trabalho, mas revelou exaustão e um único arrependimento.

Segundo ela disse em entrevista ao canal PodePah, no YouTube, seu arrependimento foi não ter curtido mais a fase do sucesso, muiot disso, é claro, devido a intensa carga de trabalho que se dividia entre as gravações da novela e shows por todo Brasil.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

“Hoje eu vejo e falo: ‘Cara, é da época. Tem 10 anos’. Então é óbvio, mudou a tecnologia, você vê hoje em dia, é super datado, eu faria diferente, mas foi muito legal na época, um arrependimento que eu tenho de Rebelde, a gente gravava de segunda a quinta.

Quinta a gente sai do Recnov e fazia show sexta, sábado e domingo pelo Brasil. E aí voltava domingo, eu não sei como é que eu faria isso hoje em dia, eu aguentava porque eu tinha 18 pra 19 anos…não conseguia curtir, aí é que tá, hoje em dia eu olho, claro, você está em cima do palco.

Tempo pra mim não existia, mas curtir o trampo, óbvio que tinha momentos muitos felizes em cima do palco, a galera, mas eu não sentia o que estava acontecendo comigo.

Eu sinto uma pena hoje em dia eu olho e falo: ‘Cara eu podia ter curtido mais. Falar que é só no automático é triste porque não é, eu tinha contato com os fãs, eu tinha contato com o palco e eu me dava bem com todo mundo, então não era uma coisa só protocolar que eu só subia lá e fazia.

Mas eu não sentia aquilo: ‘Caramba, olha como eu sou privilegiada, olha esse público, tem oito mil pessoas na minha frente, a gente meio que ia e fazia, se fosse hoje eu teria aproveitado cada pedacinho, cada experiência que na época, mas talvez o tempo … se você nao está anestesiado fazendo [o trabalho] você pira”.

Veja a partir do minuto 31:53.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....