Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Comentário

Novidade do Viva, O Beijo do Vampiro é uma fantasia juvenil deliciosa

A novela de Antonio Calmon foi exibida pela Globo em 2002

Publicado em 08/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Com Sonho Meu na reta final, o Viva se prepara para relançar O Beijo do Vampiro. A trama das sete, exibida em 2002, marcou o retorno de Antonio Calmon ao tema que o consagrou em Vamp (1990). Mas, apesar de não ter alcançado o mesmo êxito da antecessora, O Beijo do Vampiro conquistou fãs ardorosos, sobretudo entre espectadores que eram crianças quando a novela foi exibida.

O Beijo do Vampiro não tem a mesma inventividade de Vamp, é verdade. Vamp foi considerada de vanguarda em sua primeira exibição pelo fato de ter abraçado a fantasia como poucas novelas o fizeram. A trama era nonsense, quase uma sátira, muito focada nas criaturas sobrenaturais. Tanto que agradou a molecada, mas não era lá muito querida pelo espectador tradicional.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Com isso, O Beijo do Vampiro repetia a fórmula de fazer uma comédia de fantasia, mas buscava ser mais folhetinesca. Assim, ao mesmo tempo em que apostou nas vilanias de Bóris Vladesku (Tarcísio Meira) e seus comparsas “malignos”, a trama também engatou nos romances, centrando parte da ação no triângulo amoroso formado por Lívia (Flavia Alessandra), Rodrigo (Alexandre Borges) e Augusto (Marco Ricca).

Dentro desta proposta, O Beijo do Vampiro apostou num humor leve, simpático e personagens inusitados. Ver o galã Tarcísio Meira vivendo um vilão quase de desenho animado era muito divertido, já que o próprio ator parecia estar num parque de diversões. Claudia Raia, como a vilã Mina, era outro destaque. E tipos exóticos, como Bartô (Tato Gabus Mendes), arrancavam boas risadas.

Aliás, vale lembrar que Mina era um tipo reservado a Christiane Torloni, com quem Calmon queria repetir a bem-sucedida parceria de Cara & Coroa (1996) e Um Anjo Caiu do Céu (2001). Mas a atriz foi requisitada por Manoel Carlos, que a escolheu para ser sua próxima Helena, em Mulheres Apaixonadas (2003). Com isso, Claudia Raia assumiu o papel.

Mas Claudia Raia criou um “problema” para Calmon. Isso porque a atriz engravidou no início dos trabalhos da novela, e o drama de Mina era justamente ser estéril. O autor, então, submeteu Mina a um tratamento, e ela engravidou também. Depois, a atriz se ausentou por um período da trama, para dar à luz Sophia, retornando nos capítulos finais.

O Beijo do Vampiro estreia no Viva em 28 de fevereiro, na faixa das 12h40.

Leia outros textos do colunista AQUI

Entre em contato com André Santana AQUI e AQUI

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....