Streaming

Kayky Brito relembra organização de Tarcísio Meira e conselho de Glória Menezes na época de O Beijo do Vampiro, que chega ao Globoplay: “Saiba administrar”

Novela de Antonio Calmon entra no catálogo da plataforma nesta segunda-feira (5), após passar pelo Canal Viva

Publicado em 05/12/2022

Nesta segunda-feira (5), a novela O Beijo do Vampiro, de Antonio Calmon, passa a estar disponível para todos os assinantes do Globoplay, um mês após o encerramento de uma reprise no Canal Viva. A produção foi exibida originalmente pela TV Globo na faixa das 19h, entre agosto de 2002 e maio de 2003.

A novela conta a história do menino Zeca (Kayky Brito), que descobre não ser filho de Beto (Thiago Lacerda) e Lívia (Flávia Alessandra), mas sim do centenário vampiro Bóris Vladescu (Tarcísio Meira), que vê em Lívia a reencarnação de sua amada, a Princesa Cecília, e por isso trocou o filho biológico da moça para fazer com que ela criasse um seu.

Zeca (Kayky Brito) e Bóris (Tarcísio Meira) em O Beijo do Vampiro
Zeca (Kayky Brito) e Bóris (Tarcísio Meira) em O Beijo do Vampiro

“O Beijo do Vampiro está em uma das coisas incansáveis aos nossos olhos, todo mundo que assistiu tem uma cena para contar, ou algo em sua vida que marcou”, afirma Kayky Brito, hoje com 34 anos, ao se lembrar da novela que protagonizou aos 14 anos de idade, em entrevista divulgada pela TV Globo à imprensa.

Entrevista com Kayky Brito

Conta um pouco dos bastidores da novela. Tem alguma curiosidade ou memória afetiva com os outros atores do elenco?

KAYKY BRITO – Eu adorava disputar comida com o Tony Tornado, quem comia mais… A gente sempre comia pudim de sobremesa. Já com Tarcísio Meira, a minha lembrança era de sua organização. Ele tinha uma pastinha de texto que era sempre impecável. Com a Glória Menezes, tive muitos momentos bons, ela era minha “vozona”, e lembro de uma frase marcante que ela me falou: “Saiba administrar”. Lembro também dos momentos com o Luís Gustavo, o “Tatá”, éramos inseparáveis, parecíamos melhores amigos que moravam na mesma rua.

Tarcísio Meira e Glória Menezes em O Beijo do Vampiro (Globo/Gianne Carvalho)
Tarcísio Meira e Glória Menezes em O Beijo do Vampiro (Globo/Gianne Carvalho)

E quando foi que você percebeu que estava sendo um sucesso? Recebia muito assédio dos fãs ao sair na rua?

KB – Você começa a perceber quando vai para a rua no dia a dia. No estúdio você está muito focado, não tem tanta noção da repercussão. Em O Beijo do Vampiro, logo no começo, me lembro que estava entrando para gravar e fui agarrado por uma garota que queria de qualquer jeito me beijar. Hoje em dia se tornou uma história engraçada.

E hoje, após 20 anos desse trabalho, como você acha que o público vai receber O Beijo do Vampiro?

KB – Para os assíduos com nostalgia, muitas pessoas falam até hoje que foi marcante em suas vidas, para a nova geração que irá ver pela primeira vez espero que a chama continue acessa para que assim seja marcante de gerações e gerações.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade