Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica de TV

No Limite estreia com apresentador empenhado, perrengues e um vilão em potencial

O episódio de estreia apagou a má impressão da temporada passada

Publicado em 04/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A estreia da nova temporada de No Limite já bateu todos os episódios da sofrível temporada de 2021. A direção do reality show da Globo, capitaneada por Boninho, ouviu os apelos do público e parece se esforçar para fazer um programa mais “raiz”, com perrengues mais duros. Na estreia, já tivemos um Fernando Fernandes muito empenhado e participantes dispostos a jogar – para o bem e para o mal.

O salto de paraquedas que levou Fernando Fernandes ao começo da disputa já comprovou que o novo apresentador promete fazer de tudo pelo entretenimento do público. O atleta demonstrou uma disposição e um empenho que se mostraram essenciais para a impressão de um bom ritmo na disputa.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Além disso, Fernando fala bem, tanto ao público quanto aos participantes. Na interação e apresentação das dinâmicas, o novo apresentador manteve-se no pique, apagando o ranço da edição anterior, na qual Andre Marques parecia sempre cansado. Ou seja, a primeira grande mudança no programa da Globo deu certo.

Anônimos

Matheus Pires do No Limite

Outra grande mudança que funcionou bem, ao menos na estreia, foi a troca de ex-BBB’s por anônimos que parecem dispostos a levar o jogo a sério. Na interação entre os integrantes dos acampamentos Sol e Lua, foi possível identificar tipos que faziam sucesso no No Limite “raiz”, lá nas longínquas temporadas de 2000 e 2001.

Há figuras de liderança tentando se impor, pessoas tentando superar limitações, e até mesmo quem chegou disposto a “causar”. Neste contexto, o diretor pedagógico Matheus Pires despontou como uma das peças fundamentais na dinâmica da atração, ao menos no que se refere a cenas de convivência.

Em depoimento ao público, Matheus confessou que criou um personagem, o Pires, para interagir com os demais jogadores. E este personagem, o Pires, é um pedagogo desempregado, ao contrário de Matheus. Como esse personagem o ajudará na disputa não se sabe, mas que foi inusitado, foi.

Além disso, Matheus (ou seria Pires?) logo se empenhou em formar alianças, demonstrando uma lábia e tanto para convencer seus aliados em potencial. A manobra de Matheus chamou a atenção de outros jogadores, fazendo surgir uma faísca de rivalidade. Seria Matheus Pires um vilão em potencial? Ou um herói inusitado?

Provas

Fernando Fernandes é o apresentador do No Limite 2022

Ao longo do primeiro episódio, No Limite promoveu três provas junto aos participantes. Foram provas verdadeiramente duras, que exigiam controle físico e emocional. Mais uma vez, a promessa de fazer um reality mais “agressivo” se fez presente.

O clima de perrengue também foi visto no acampamento, menos equipado. Os participantes enfrentaram uma forte chuva e, desta vez, não houve intervenção da produção, como aconteceu no ano passado.

Ou seja, o novo No Limite resgata bem características que fizeram seu sucesso nos primeiros anos. Resta saber se este tipo de reality show ainda faz a cabeça do público nos dias de hoje. Afinal, manteve-se a dinâmica de manter o público afastado das decisões, o que diminui o engajamento da plateia. Aguardemos os próximos episódios.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Confira outros conteúdos da coluna e do colunista ou entre em contato

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....