Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica de TV

Boa Tarde São Paulo acerta ao mesclar credibilidade e informalidade

O novo jornal de Adriana Araújo encontrou um formato perfeito para o horário

Publicado em 05/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Um jornal mais conversado, quando o âncora se dirige diretamente ao espectador sem amarras, é um formato mais comum dentre os programas populares, como os jornais policiais. Na Band, José Luiz Datena é um expoente deste tipo de noticioso, meio âncora e meio “showman”, no Brasil Urgente. Nos últimos anos, o formato ganhou mais espaço na emissora com Joel Datena e seu Bora Brasil.

Com Boa Tarde São Paulo, apresentado por Adriana Araújo, a emissora azeita a fórmula e chega ao ponto ideal. A jornalista não tem o perfil de animador dos Datena, mas tem seus anos de experiência como apresentadora e repórter para se colocar à vontade diante de um jornal sem um texto rígido. Na nova aposta da Band, que estreou nesta segunda-feira (4), Adriana Araújo vem com uma proposta parecida com o de uma revista eletrônica, mas com cara de jornal.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A ideia é muito boa e funciona no horário escolhido pela Band para encaixar o novo jornal. Boa Tarde São Paulo vai ao ar na faixa das 14 horas, batendo de frente com outros noticiosos de proposta semelhante. Mas o programa de Adriana Araújo tem na apresentadora seu grande diferencial. Ela surge solta, amarrando bem os assuntos, com um tom informal que não perde a credibilidade de vista.

Trata-se de uma tendência na TV aberta brasileira, sobretudo nos noticiosos matinais e vespertinos. A própria Globo, tão presa aos formatos no passado, tem se permitido esta informalidade em jornais como Hora 1, Bom Dia Praça e Jornal Hoje. Ainda assim, por mais soltos que estes jornais se mostrem, Adriana Araújo com seu Boa Tarde São Paulo dá um passo adiante nesta difícil missão de fazer um jornal conversado, mas sem perder o foco.

Além do bom formato, o Boa Tarde São Paulo também veio corrigir uma falha na grade de programação da Band. Quando Os Donos da Bola entregava o horário para o Melhor da Tarde, havia uma “quebra” de público, já que o primeiro tem público majoritariamente masculino, enquanto o segundo tem como maior plateia a feminina. O jornal de Adriana, portanto, faz uma transição mais suave entre as duas produções.

Boa Tarde São Paulo veio como um reforço importante e adequado na programação da Band. Não somente pelo bom formato e pelo horário feliz, mas também porque dá mais espaço ao jornalismo da emissora. Aos poucos, a emissora vem construindo uma grade mais forte, ganhando condições reais de encostar no SBT. Está no caminho.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Confira outros conteúdos da coluna e do colunista ou entre em contato

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....