Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica

Após ascensão meteórica, Rodrigo Faro vive má fase

Faro colecionou prêmios, mas agora está apagado

Publicado em 28/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

No momento em que assumiu a apresentação do programa de auditório O Melhor do Brasil, substituindo Márcio Garcia, Rodrigo Faro explodiu. O novo apresentador se revelou um animador, caiu nas graças do público e elevou a audiência da Record TV, chegando a disputar a liderança em seu horário de exibição.

A partir daí, Rodrigo Faro tornou-se praticamente uma unanimidade. A crítica aplaudiu, o público comprou a ideia e o apresentador passou a colecionar prêmios. Ao apostar fundo no besteirol com o clássico Dança Gatinho, e não ter vergonha de pagar mico no palco, Faro tornou-se um dos principais nomes da TV naquele período. Tanto que passou a ocupar as disputadas tardes de domingo, inicialmente com O Melhor do Brasil e, depois, Hora do Faro.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

No entanto, a fase de vacas gordas parece ter ficado para trás. Há dois anos, Rodrigo Faro encontra dificuldades em bater Eliana, do SBT, na audiência. O animador e a loira do canal de Silvio Santos disputam, há anos, a vice-liderança, com programas exibidos praticamente no mesmo horário.

É importante ressaltar que as tardes de domingo estão mais monótonas do que nunca. Luciano Huck, na Globo, mantém sua liderança com um programa morno. Eliana vive dos mesmos quadros e longas entrevistas há tempos. E Faro vem lançando quadros que parecem ter pouco a ver com ele e com o que o público espera.

Ainda assim, o desinteresse pelo Hora do Faro chama a atenção, já que vem após a escalada meteórica do artista. Rodrigo Faro vive uma fase de pouco viço. Sua imagem já não é a mesma daquela de anos atrás, quando arrancava risos amarelos com suas piadocas sem noção diante do barulhento auditório que o aplaudia.

Ao que tudo indica, o apresentador vem tendo dificuldades em manter o frescor em seu palco. Quando ele estourou como animador, era uma grande novidade. Hoje, além de já não ser novidade, ainda tem em mãos um programa pouco competitivo. Ou seja, o maior problema de Rodrigo Faro é, justamente, o Hora do Faro. O programa é fraco e não o inspira a criar.

Tanto que, quando o apresentador surge diante de algo realmente envolvente, o público responde. Basta ver os bons resultados do Canta Comigo e Canta Comigo Teen, formatos que ele assumiu após o falecimento de Gugu Liberato. Exibida após o Hora do Faro, a competição musical costuma elevar os índices em seu horário de exibição, embora não garanta a vice-liderança.

Ou seja, para 2022, o grande desafio de Rodrigo Faro é remodelar o seu programa de tal modo que ele consiga resgatar aquele entusiasmo inicial, que se perdeu com o tempo. Uma tarefa complexa.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Leia outros textos do colunista AQUI

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....