Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Exclusivo

Pura emoção! Saiba como será o ‘reencontro’ entre José Leôncio e Joventino em Pantanal

A cena em questão será exibida no último capítulo da trama de Bruno Luperi

Publicado em 07/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Com Pantanal fazendo um grande sucesso na grade de programação da emissora líder, uma curiosidade paira no ar: O final trágico de José Leôncio (Marcos Palmeira) será mantido no remake da TV Globo?

A coluna apurou que o desfecho melancólico de José Leôncio foi gravado no Pantanal no início de março. Sendo assim, o personagem morrerá no capítulo final da trama de Bruno Luperi que deve ficar no ar até meados de novembro desse ano.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Reencontro entre pai e filho  

Após a sua morte, José Leôncio se tornará o protetor de sua família, ao lado de seu pai, Joventino (Irandhir Santos), que se transformou no Velho do Rio (Osmar Prado). Essa cena em questão fechará o remake de Pantanal na TV Globo.

Joventino (Irandhir Santos) na novela Pantanal

Ele é uma espécie de guardião da felicidade, mas não da felicidade efêmera, e sim a felicidade baseada no amor verdadeiro. Naquele que você se sacrifica pelo outro. O mundo só é viável se for cooperativo. No dia que o homem entender que ele é parte de um processo global, teremos um mundo correto. ‘Nós não somos donos de nada’, diz o Velho. Isso é um fato, é uma oportunidade de você atuar com uma personagem de uma profundidade filosófica enorme”, relatou Osmar Prado que dará vida ao Velho do Rio que entrará na segunda fase de Pantanal.

José Leôncio (Marcos Palmeira) de Pantanal (Divulgação)

Pantanal é escrita por Bruno Luperi, baseada na novela original escrita por Benedito Ruy Barbosa. A direção artística é de Rogério Gomes, direção de Walter Carvalho, Davi Alves, Beta Richard e Noa Bressane. A produção é de Luciana Monteiro e Andrea Kelly, e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim.

Leia outras matérias desse colunista CLICANDO AQUI. 

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....