Amor de Mãe começa a crescer em audiência e bate recordes em todo o Brasil; veja números

Publicado há 9 meses
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de um início irregular, a novela Amor de Mãe está definitivamente começando a cair de vez no gosto do público. A trama escrita por Manuela Dias está começando a crescer em audiência em todo o Brasil, batendo recordes de Ibope tanto em São Paulo, quanto em outras capitais importantes pelo Brasil.

Segundo levantamento obtido pelo Observatório da TV, o folhetim está com média de 28,9 pontos de audiência geral em todos os seus 62 capítulos exibidos até esta última terça-feira (4). No entanto, em seus últimos 10 dias, a novela não deu menos que 30 pontos de audiência. Nesta semana, na segunda e na terça, fechou com 33 pontos de Ibope em São Paulo, obtendo dois recordes seguidos de Ibope desde a estreia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde o início do ano, a novela não marca menos que 30 pontos de média semanal na capital paulista. E esta em franca evolução. Na primeira e na segunda semana do 2020, fechou com 30.0. Na terceira, ficou com 30.2. Na quarta, fechou com 31.3 Nesta semana, se mantiver os altos números, a tendência é que um novo recorde já seja batido.

Na média nacional de audiência, o folhetim fechou a semana entre 27 de janeiro e 2 de fevereiro com 29,1 pontos de Ibope, o seu recorde desde a semana de estreia, que fechou com 30,1 pontos. Em cidades como Belém (40,7 pontos), por exemplo, o folhetim já está chegando a marca dos 40 pontos de Ibope.

Amor de Mãe ficará no ar até maio na Globo

Amor de Mãe ficará no ar até o mês de maio. Para a sua vaga, entrará no ar a novela Em Seu Lugar, protagonizada pro Cauã Reymond e escrita por Lícia Manzo, que vai estrear em horário nobre. Lícia escreveu novelas das 18 horas elogiadas por público e crítica, como A Vida da Gente (2011) e Sete Vidas (2015).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais