Pesquisa aponta que mais 40 milhões de pessoas consomem vídeos do SBT via acesso móvel

Publicado há 2 anos
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O SBT divulgou uma pesquisa que mostra números expressivos na audiência de seus vídeos via acesso móvel. De acordo com a emissora, somente em janeiro 43,4 milhões de pessoas assistiram seus conteúdos por meio do celular.

Pelo acesso via desktop, esses números caem para 4,8 milhões de pessoas. Os dados foram obtidos por meio do VMX Multi-Plataform, ferramenta de análise de vídeos mobile e em desktop da Comscore, empresa de medição de público.  

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O SBT conquistou
um público que consome vídeos por meio do celular quase 800% superior àquele
que assiste no desktop. O alcance por meio de dispositivos móveis não só
impressiona, como também motiva a produção de conteúdos – de informação,
entretenimento e publicitário – cada vez mais qualificados para fidelizar esta
parcela da população, além de atrair novos espectadores
”, destaca Carolina
Gazal
, gerente de Conteúdo
Digital da emissora.

Outro destaque também referente
ao primeiro mês deste ano é que o SBT liderou o ibope de
visualizações neste formato, se comparado com as emissoras concorrentes: foram
700 milhões de visualizações, frente à 116,5 e 9,9 visualizações das segunda e
terceira colocadas – respectivamente.

Em relação ao número de visualizadores foi possível constatar que o canal soma 16 vídeos assistidos por pessoa por meio do celular, contra 8 e 3 vídeos acessados por pessoa das seguintes colocadas.

Crescimento mensal

Desde outubro de 2018, quando a
medição passou a ser comparada entre acessos via desktop e por meio de
dispositivos móveis, o número de visualizações por pessoa e de minutos
consumidos individualmente vem aumentando mensalmente.

Isso só comprova que o usuário
vem consumindo mais conteúdo e por mais tempo. Até janeiro, o SBT somou
um crescimento de 36% de pessoas assistindo cada vídeo e um aumento de 5% em
relação ao tempo de consumo.

Os estudos foram motivados após
um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
divulgado no fim de 2018. Nele, o celular aparece liderando o modo de conexão à
internet entre os brasileiros, sendo responsável por 98% dos acessos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio