SAIBA MAIS!

Orlando Caldeira celebra momento histórico do protagonismo negro nas novelas brasileiras: “Me vejo sendo um elemento de transformação nas ruas”

Ator também falou sobre o sucesso de seu personagem Anthony Verão na obra de Rosane Svartman

Publicado em 16/06/2023

O ator Orlando Caldeira, de 38 anos, falou sobre a sua sexualidade e celebrou o momento histórico de pessoas pretas protagonizando as principais novelas da televisão brasileira. Em entrevista ao gshow, o artista relatou o carinho do público com o seu personagem Anthony Verão, de Vai na Fé, e destacou a importância de humanizar um personagem LGBTQIA+ nas telinhas.

“Fazer parte dessa transformação não tem preço. É como se eu tivesse sendo coroado, ganhando um presente por estar fazendo parte dessa história. E eu me vejo sendo um elemento de transformação nas ruas, quando as pessoas me encontram e param para falar comigo. É muito respeitoso, porque as pessoas me encontram, desejam boa sorte e me incentivam a continuar”, disse o ator.

Orlando Caldeira também falou sobre a importância da representatividade de pessoas negras na teledramaturgia e destacou que a meta é continuar avançando como nação.

“A gente tem a escalação de um elenco negro, diverso, com histórias diversas, com temperamentos diversos, com camadas diversas. E isso é o Brasil. Durante muitos anos, essa tem sido uma das minhas pautas, que é falar sobre a representatividade negra, a importância do impacto da falta da representatividade e da representatividade em uma nação. O quanto que isso impacta e quanto a gente pode evoluir enquanto nação olhando para essa representatividade negra”, analisou.

Ainda no bate-papo, o ator comemorou o sucesso de seu personagem Anthony Verão na obra de Rosane Svartman e apontou a oportunidade de quebrar estereótipos sobre o papel gay na televisão.

“A pessoa LGBTQIA+ não é uma coisa. Ali tem um ser humano que sofre, que ama, que chora, que inveja, que ambiciona e que vive. Para mim, está sendo um presente muito grande interpretar o Anthony e entender as curvas que esse personagem tem feito e vai fazer ainda na trama. A escrita da Rosane [Svartman, autora de Vai na Fé] é muito profunda, muito respeitosa de muitas camadas. E assim é o Anthony!”, completou Orlando Caldeira.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade