Conscientização

Ministério das Mulheres repudia atos de importunação sexual no BBB 23: “É crime, não entretenimento”

O órgão declarou que o Brasil está longe do tratamento adequado a estes casos

Publicado em 18/03/2023

Ministério das Mulheres repudiou os atos de importunação sexual que ocorreram na madrugada de quinta-feira (16) contra Dania Mendez no BBB 23.

Na ocasião, MC Guimê passou a mão nas nádegas da mexicana e Antonio Cara de Sapato tentou beijá-la sem o seu consentimento. Após uma grande comoção e um inquérito judicial ser instaurado, o funkeiro e o lutador foram expulsos do reality show.

“Não podemos mais admitir que casos de assédio e importunação sexual sigam acontecendo no país. Violência contra a mulher não é entretenimento”, declarou o órgão público em nota, na qual reitera que as ações citadas são crimes previstos em lei.

“Desde 2018, importunação sexual é crime no Brasil e, às autoridades, cabe enfrentá-la no rigor da Lei: responsabilizar os agressores e, sobretudo, jamais culpabilizar as vítimas, que devem ser acolhidas e apoiadas”.

O Ministério destacou ainda que, infelizmente, o que ocorreu no BBB 23 não é o um caso isolado e que temos um caminho longo para percorrer a fim de tratar de forma adequada a situação.

“O episódio de importunação sexual no reality show de maior audiência do Brasil não é um caso isolado. A expulsão dos acusados é necessária, mas estamos longe do tratamento adequado a estes casos. É preciso ir além para que as mulheres jamais se sintam culpadas pela violência sofrida”.

A nota termina com o Ministério das Mulheres reafirmando seu compromisso de fortalecer a rede de atendimento às mulheres vítimas de violência e construir ações e campanhas de prevenção.

“O enfrentamento à violência contra as mulheres é uma luta política urgente que perpassa também a conscientização dos meios de comunicação e de entretenimento sobre as violências simbólicas que eles podem reproduzir”.

Leia a nota emitida pelo Ministério das Mulheres na íntegra:

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade