BABADO E CONFUSÃO

Mel Maia se pronuncia sobre barraco na porta da TV Globo: “Fui chamada de ridícula”

Atriz tirou satisfação com fã após ser ofendida nos arredores dos Estúdios Globo

Publicado em 16/06/2023

Nesta sexta-feira (16), a atriz Mel Maia, de 19 anos, decidiu se manifestar nas redes sociais após ter tirado satisfação com uma fã na porta dos Estúdios Globo depois de ouvir um comentário maldoso no local. Em seu perfil no Instagram, a artista explicou que estava atrasada para uma gravação de Vai na Fé e que por conta disso, não pode atender os fãs para fotos como faz rotineiramente.

“Cheguei aqui em casa, tô jantando, cheguei da gravação. E eu tô fazendo esses stories aqui, especialmente pra galera que fica na porta da Globo, uma galera que eu já conheço há um tempo, sempre que eu tô com tempo, eu paro, tiro foto, faço vídeo, mas hoje aconteceu uma coisa que não foi muito agradável. Hoje tinha muita gente, mais do que o normal, tinha acho que umas 20 pessoas, ou não sei, 15, tinha muita gente. Eu tava no laço, é meu emprego, eu não posso chegar atrasada, então se eu chego no laço, eu tenho que correr”, disse ela.

Mel Maia afirmou que foi xingada por um dos populares que estava de prontidão no local e que decidiu tirar satisfação com a pessoa. “Eu cheguei e falei ‘gente, desculpa, hoje não dá, preciso trabalhar, tô ocupada, tô atrasada’. Fui entrando e só ouvi um ‘ridícula’. Aí eu sai e falei ‘quem falou?’, aí ninguém respondeu. ‘Quem falou?’, queria falar com a menina”, contou.

A atriz completou o seu desabafo afirmando que sempre atendeu todos os fãs na porta da emissora e que não concordou ter sido reduzida por um episódio que ela estava atrasada para os seus compromissos profissionais.

“Por que eu sou ridícula? Se eu tô aqui na porta e tô entrando no meu emprego, atrasada, tô alí fazendo minha obrigação do dia e sou chamada de ridícula porque eu não pude parar num momento pra atender, sendo que eu sou sempre muito simpática com todo mundo, sempre tiro foto quando posso, faço vídeo”, afirmou Mel Maia.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade