Globoplay resgata O Clone e Brega & Chique em outubro

As duas produções acabaram de sair do ar no Canal Viva

Publicado há um mês
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em outubro, o projeto de resgate de novelas clássicas para maratonar no Globoplay tem prosseguimento com a chegada à plataforma de O Clone (2001/02), de Glória Perez, no dia 12, e Brega & Chique (1987), de Cassiano Gabus Mendes, no dia 26. A notícia frustrou parte dos espectadores, já que as duas novelas acabaram de sair do ar no Canal Viva, há poucas semanas.

Cultura muçulmana, clonagem humana e dependência química são os principais temas do sucesso de Glória, que tem como fio condutor a história de amor vivida pela muçulmana Jade (Giovanna Antonelli) com o brasileiro Lucas (Murilo Benício).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A história tem início na década de 1980, quando Lucas conhece Jade no Marrocos. Filha de muçulmanos nascida e criada no Brasil, Jade foi viver com o tio após a morte da mãe, Sálua (Walderez de Barros).

Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício) em O Clone (Divulgação/ TV Globo)

Os dois jovens se apaixonam à primeira vista, mas são impedidos de ficar juntos por causa dos costumes muçulmanos, defendidos com rigor pelo tio de Jade, o patriarca Ali (Stênio Garcia).

Lucas tem um irmão gêmeo, Diogo (Murilo Benício), cuja semelhança com ele se resume à aparência física. Diferentemente do introspectivo Lucas, Diogo é o típico rapaz namorador, alegre e brincalhão, considerado o mais indicado para suceder o pai, Leônidas (Reginaldo Faria), em seus negócios.

Para desespero da família, Diogo sofre um acidente de helicóptero e morre. Abalado pela morte do afilhado, o cientista Albieri (Juca de Oliveira) decide clonar o outro gêmeo, Lucas, como forma de trazer Diogo de volta e realizar um sonho: ser o primeiro a realizar a clonagem de um ser humano.

Rosemere (Glória Menezes) e Rafaela (Marília Pêra) em Brega & Chique (Reprodução/Canal Viva)

Em Brega & Chique, Rosemere Fátima de Moraes (Glória Menezes) e Rafaela Alvaray (Marília Pêra) são de universos opostos e têm suas histórias cruzadas por causa de Herbert Alvaray (Jorge Dória), empresário paulista, casado com ambas.

Sua família oficial é formada por Rafaela e os filhos Ana Cláudia (Patrícia Pillar), Teddy (Tarcísio Filho) e Tamyris (Cristina Mullins). Rafaela é rica, cheia de manias e futilidades.

A segunda família de Herbert, onde é conhecido pelo nome Mário Francis, é formada por Rosemere e Márcia (Fabiane Rocha), filha dos dois. Rosemere é pobre e brega. Batalhadora, mantém a casa e os filhos com dificuldades – além de Márcia, é mãe de Vânia (Paula Lavigne) e Amaury (Kaká Barrete).

A novela começa quando Herbert, para escapar da falência, simula a própria morte e foge do país, abandonando sua família legítima. Preocupado com Rosemere, ele deixa uma boa quantia em dólares para que ela e a filha possam se sustentar.

Endividada e sem nenhuma fonte de renda, Rafaela se vê obrigada a mudar-se com a família para um bairro mais simples. Por coincidência, vai morar na mesma vila onde Rosemere vive com a filha. Rafaela e Rosemere não sabem da existência do mesmo homem na vida das duas e, por ironia do destino, acabam se tornando amigas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais