Globo deve dispensar mais de 10 atores até o final do ano

Lista conta com profissionais veteranos na emissora

Publicado há um mês
Por Daniel Neblina
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nas últimas semanas, muitos foram pegos de surpresa com o fim dos contratos de nomes como Tarcísio Meira, Glória Menezes e Antônio Fagundes com a Globo. Entretanto, de acordo com informações do jornalista Fernando Oliveira, do UOL, as demissões não pararam por aí.

Até o final de 2020, mais de uma dezena de atores deve ser dispensada pela emissora. Na lista há profissionais veteranos, no canal há várias décadas. Os nomes, porém, não foram divulgados. Ainda segundo a publicação, o salário de um ator veterano gira em torno de R$ 200 mil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao UOL, a Globo não negou que trata-se de demissões. “Nos últimos anos, temos tomado uma série de iniciativas para preparar a empresa para os desafios do futuro. Com isso, temos evoluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de produção, de desenvolvimento de negócios e também de gestão de talentos”, disse em nota.

Nos últimos anos, a emissora da família Marinho tem passado por um intenso processo de reestruturação. O canal tem alterado o modelo de trabalho com os atores, abrindo mão de contratos fixos e passando a priorizar vínculos por obra.

Miguel Falabella, Vera Fischer, Stênio Garcia, Bruno Gagliasso e Bianca Bin foram alguns dos que não tiveram contratos renovados, porém não estão descartadas parcerias futuras.

Vera Fischer, por exemplo, é cotada para a próxima novela de João Emanuel Carneiro. Já Fagundes deve integrar o elenco do remake de Pantanal. Essa volta à Globo deve acontecer em contratos por obras, em que o vínculo com a emissora é apenas durante o trabalho e depois são liberados.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais