Finalistas do Popstar revelam expectativa para o grande dia

Publicado há 9 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ritmos variados, grandes apresentações e muita emoção marcaram a semifinal do Popstar, realizada no último domingo (22). Danilo Vieira, Eriberto Leão, Helga Nemetik, Totia Meireles e Yara Charry garantiram as melhores pontuações em seus shows e conseguiram a vaga na final, marcada para 29 de dezembro.

Os cinco se unem a Jakson Follmann, que já estava classificado na disputa pelo prêmio de R$ 250 mil. Com os menores pontos no ranking, George Sauma, Nany People e Robson Nunes deixaram a competição.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Animados por terem passado por todas as etapas da competição, os seis finalistas contam um pouco como foi a experiência de participar do reality musical e suas expectativas para o último programa da temporada.

Danilo Vieira

Não esperava chegar até a final porque não sou cantor nem tenho a voz treinada, então ainda fico um pouco tenso e nervoso nas apresentações. Nas primeiras rodadas, ficava insatisfeito com o que eu cantava, mas as notas dadas pelas pessoas de casa me mantiveram na disputa. Fiquei surpreso por ir avançando a cada fase.

Na semifinal, garanti minha permanência logo na primeira rodada. A ficha ainda não caiu. O Popstar me muda um pouco, sim. Como profissional, me coloquei numa situação de ter de me apresentar, ao vivo, em rede nacional, em algo que não tenho segurança. Tive que buscar uma coragem e uma desenvoltura que acho que ainda não tenho, mas que estou no caminho para conquistar.

Pessoalmente, acho que a busca por saber que você não é o melhor, nem vai ser, faz a gente poder melhorar sempre. Minha forma de cantar, definitivamente, muda, porque agora tenho um pouquinho mais de técnica. Vou continuar cantando em casa, com meus amigos, e a qualidade musical das rodinhas de violão dos meus fins de semana serão um pouquinho melhores a partir de agora.

Eriberto Leão

A cada apresentação fui muito verdadeiro, entregando meus shows do jeito que sou. Sou apaixonado pelas canções que estão no meu repertório e todas estão conectadas. Estou fazendo cada apresentação com muita verdade e muito amor, porque acredito que o Brasil precisa do rock’n’roll e precisa do amor.

Se for sem amor, não conte comigo! Eu sou como tenho sido no palco do programa: me jogo, me entrego. No Popstar, minhas apresentações tiveram a força do “Exagerado”, de Cazuza, e vi que isso dava certo. Foi o rock que me trouxe até a final do programa.

Helga Nemetik

Estava focada. Desde o início queria chegar à final, mas confesso que teve um momento que duvidei. Na apresentação em que quase saí, pensei que não ia mais dar. O ‘Popstar’ é um jogo e não depende só da nossa dedicação. Mas, graças a Deus deu tudo certo e eu me comprometi a dar o meu melhor do início ao fim.

Como artista e como pessoa, o maior aprendizado que levo é que a gente não vai conseguir agradar a todo mundo, por mais que este seja o nosso desejo. Meu trabalho é para o público e quero que as pessoas se sintam tocadas, se emocionem e se divirtam. Como pessoal, o ‘Popstar’ me fez ver que posso ser uma performer sem estar atrás de um personagem.

Agora confio mais na minha persona Helga como cantora e intérprete, e não só na atriz que canta. Esta semana vai ser toda muito focada, ensaiando muito, para chegar à final tentando manter o equilíbrio de corpo e mente. Porque a ansiedade vem com tudo para a final, então é preciso controlar as emoções e o nervosismo. Para depois do programa, já tenho planos: fazer shows assim que começar 2020 com o repertório do Posptar. Esse programa me deu muito gás!”

Jakson Follmann

“Estar no ‘Popstar’ é muito legal. As pessoas me param na rua me parabenizando, dando até sugestões de músicas. Fico muito feliz em saber que estão gostando das minhas apresentações. Quando subo no palco procuro ficar bastante focado. Estar diante das câmeras continua sendo um grande desafio para mim, porque tudo isso é muito novo para mim. A cada apresentação eu me desafio e, assim vou ficando também mais confiante diante das câmeras. Quero melhorar a presença de palco, conseguir me soltar mais, ser menos tímido. Mas, independentemente de tudo isso, quero continuar sendo o mais verdadeiro possível. O mais importante para mim é passar uma mensagem positiva para as pessoas, mostrar que nada nessa vida é impossível, basta você querer, persistir e correr atrás. Acredito que a vida só é bonita para quem vê beleza nela.

Totia Meireles

O Popstar nos toma, é uma loucura! Por mais que a gente ache que não vai ganhar, existe, sim, alguma possibilidade de vencer. Então, não dá para entregar os pontos. Quero fazer o meu melhor. O que tirei de mais legal do programa foi provar para mim mesma que posso cantar não só em musicais. As pessoas nas ruas têm sido incríveis. Muita gente não sabia que eu cantava, mesmo fazendo musicais há 30 anos.

Me redescobriram não só como atriz, mas também cantando e dançando. Acho que o público está admirado e isso e muito legal, porque sinto que subi um degrau no patamar das pessoas. Sobre a música, ela sempre foi muito presente na minha vida. Agora, como artista, me sinto muito mais à vontade para subir em um palco, pegar o microfone e cantar sem um personagem. Agora, se me convidarem para acompanhar alguém em um show ou para cantar, pode contar que eu vou.

Yara Charry

A ansiedade é incontrolável, mas desde que entrei no Popstar sou mais feliz. Porque eu sou aquela cantora de chuveiro, até cantei um pouquinho em ‘Malhação’, mas nada que se compare ao programa. E a cada etapa no Popstar estou dando o meu melhor. Estou muito animada por ter chegado até aqui.

Trouxe canções em francês para o programa porque essa é a minha essência. Sou 100% eu no Popstar. E este é o legal do programa: não criar um personagem, não imitar ninguém. E ainda vejo que as pessoas estão gostando me deixa muito mais feliz. O retorno do público tem sido demais e dedico todo o meu amor às pessoas que me fizeram chegar até aqui.

O nervosismo da final vai ser diferente, porque é aquele de fim de ciclo. Meu maior desejo é fazer minha próxima apresentação bem, de forma delicada e com amor. A partir de agora, quero levar todo o aprendizado do programa para outras apresentações musicais. Quem sabe não rolam shows? Sou aberta a tudo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais