Cacau Protásio fala ao Fantástico episódio de racismo: “Mereço respeito!”

Publicado há 10 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Cacau Protásio veio a público pela primeira vez para comentar o caso de racismo de que foi vítima durante as gravações do filme Juntos e Enrolados. Ela foi alvo de xingamentos racistas e gordofóbicos após ter rodado, em um quartel do Corpo de Bombeiros no Rio de Janeiro, uma cena em que dança de forma sensual, vestida com uma farda da corporação.

Começaram a xingar, começaram a insultar e é muito doloroso ouvir“, recordou a atriz, referindo-se às ofensas que lhe foram feitas por meio de um áudio no WhatsApp, em depoimento à reportagem do Fantástico. “Eu não mereço ser xingada. Eu mereço respeito, não só eu como qualquer ser humano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cacau também aproveitou a oportunidade para criticar a declaração do militante de direita Sérgio Nascimento de Camargo, indicado para a presidência da Fundação Palmares, de que a escravidão no Brasil teria sido ‘benéfica’ à população negra que reside no país.

Você apanhar, sofrer, passar fome, ser açoitado, humilhado é benefício do quê? Ele [Camargo] não me representa, como acredito que ele não representa outros milhares de negros“, declarou a eterna Zezé de Avenida Brasil, novela de 2012, atualmente em reprise dentro do Vale a Pena Ver de Novo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais