Beatriz termina a novela Império namorando o cunhado; entenda o que acontece

Suzy Rêgo fala sobre o final de sua personagem

Publicado em 13/10/2021 17:50
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Império está entrando em sua reta final definitivamente, trazendo desfechos interessantes para diversos personagens da trama escrita por Aguinaldo Silva. Beatriz, por exemplo, papel de Suzy Rêgo, diferente do que muita gente imagina, não termina a história sozinha.

Mesmo abandonada por Cláudio, personagem de José Mayer, que assume de vez seu romance com Leonardo (Klebber Toledo), ela dá a volta por cima e surge com um novo namorado. A novidade vai surpreender tanto o ex-marido como muitas outras pessoas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, um fato curioso envolve a composição do casal apaixonado: o ator escalado é Carlos Vieira, que na vida real é cunhado de Suzy Rêgo, irmão do ator de teatro Fernando Vieira, com quem a atriz é casada há mais de uma década.

À época da gravação da novela, em 2015, Suzy revelou o que achou da escalação do familiar. “É uma maravilha. O Carlos já é tão próximo meu. Sempre no meu convívio familiar… Então é uma brincadeira e uma honra. Aí eu também posso realizar uma fantasia Rodriguiana de trair meu marido com o cunhado”, divertiu-se a artista, fazendo referência ao escritor Nelson Rodrigues.

Para quem não se lembra, Carlos Vieira esteve em algumas novelas, sendo a principal delas Fina Estampa, também de Aguinaldo Silva. No folhetim em questão, o cunhado de Suzy Rêgo interpretou Fred, amante do icônico Crô (Marcelo Serrado).

“Foi uma surpresa. A Suzy é mãe dos meus sobrinhos. Então quando falaram que eu ia ser o novo namorado dela, aceitei na hora. É uma homenagem para ela, a este trabalho incrível que fez na novela. Fiquei feliz. Todas as cenas que eu via eu torcia muito. Ela sempre fazendo cenas espetaculares”, disse o ator na mesma entrevista.

Sobre o legado de Beatriz na história, Suzy é generosa. “Realmente Beatriz é uma mulher muito amorosa, muito esclarecida. Ela diz isso: ‘existem milhares de maneiras de amar, a sua é a sua’. As pessoas têm que realmente respeitar os outros e, se não entendem, se não aceitam, pelo menos respeitem. É a tolerância com o outro”, opina.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio