Assédio: Atrizes passaram mal com cenas de estupro na série

Publicado há 2 anos
Por Fabio Augusto
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A série Assédio promete muitas cenas fortes. A produção baseada na história do médico estuprador Roger Abdelmassih tem partes tão pesadas que fizeram mal até às atrizes que atuaram na obra.

De acordo com a diretora Amora Mautner, tanto as artistas quanto as mulheres que trabalham na equipe da trama ficam impactadas com as cenas de estupro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além de muito mal-estar e tristeza, muitas choraram nas gravações. “Choramos muito”, contou Amora ao Notícias da TV.

A autora Maria Camargo completou o relato.

“Quando a gente assistiu aos estupros em cena, a gente passou mal, aquilo gerou na gente um tipo de mal-estar que só mulher pode sentir. A gente sabia que não podia fazer cenas de estupro sensacionalistas, porque de repente vira algo meio fetiche. Propomos algo em que escolhemos quando e onde vamos revelar violência”, disse.

Leia mais: Conheça a história e os personagens da série Assédio

Atriz teve até pesadelos com cenas da série Assédio

Entre as atrizes que viveram personagens estupradas na trama estão Mônica Iozzi, Adriana Esteves e Jéssica Ellen.

O médico é interpretado por Antonio Calloni e as cenas dão close ao sofrimento de cada personagem, sem nada apelativo.

Para Mônica, a série é para celebrar a força das mulheres, que mesmo após um estupro conseguiram ter forças para reagir e denunciar os criminosos.

“A gente mostra como mulheres são fortes, resistiram, conseguiram denunciar isso e reagir. A minissérie celebra a força das mulheres”, disse.

A atriz conta que se emocionou bastante. Esse será seu primeiro papel dramático na Globo, uma nova face da artista além do humor.

Leia mais: Antonio Calloni fala sobre papel de estuprador na minissérie Assédio

Já com Jéssica Ellen o impacto foi tão grande que ela chegou até a ter pesadelos lendo o texto da produção.

Ela viverá Daiane, uma assistente violentada pelo médico inescrupuloso.

“Quando li o roteiro tive pesadelos, chorava que nem louca, falava: ‘Meu Deus, por que isso está vindo pra mim nesse momento?’”, contou.

Assédio é uma produção da Globo em parceria com a O2. A série estreou nesta quinta (21) e está disponível no Globo Play.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio