Afastado da TV, Jô Soares investe em novo projeto no teatro

Publicado há 2 anos
Por Fabio Augusto
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A partir do dia 4 de abril, Jô Soares inicia um novo projeto no teatro. De acordo com o colunista Flávio Ricco, ele apresenta o espetáculo “Jô Soares em o Livro ao Vivo“. Será um show de humor que conta com a participação do jornalista Matinas Suzuki Jr., o seu parceiro nos dois volumes da “Autobiografia Desautorizada”.

Conforme relata o apresentador, serão contadas tanto histórias da publicação quanto outras complementares. Sendo assim, trata-se de um show com passagens surpreendentes, que prometem divertir o público.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia mais: Jô Soares relata amizade com Ricardo Boechat ao vivo no Brasil Urgente

O show irreverente de Jô Soares começa em São Paulo, no Teatro Faap, em curta temporada. Conforme relata Ricco, o apresentador ainda apresentará seu espetáculo em outras cidades e estados. Vale destacar que o próprio Jô dirige a peça, com o apoio de Maurício Guilherme.

Desde que deixou a Globo, Jô fez algumas poucas participações na TV. Um dos destaques foi sua entrevista ao Programa do Porchat, exibida no final de 2018. A conversa entre o apresentador e Fabio Porchat contou com momentos emocionantes. Um dos maiores artistas da televisão, Jô trabalhou por anos na Globo e no SBT.

Jô Soares se declara a Silvio Santos

Em entrevista a Fabio Porchat, Jô Soares contou muita coisa sobre sua longa carreira na TV e também sobre o segundo volume da biografia que está lançado. Demostrando grande gratidão por Silvio Santos – que foi o primeiro a dar a oportunidade do apresentador lançar um talk show – Jô afirmou que é muito grato a ele.

“Eu devo muito ao Silvio, porque foi ele quem me permitiu fazer um programa que não existiu. Que era um talk show como esse, que tem plateia e que tem liberdade, se não você não consegue fazer”.  

“O Silvio Santos tinha umas coisas maravilhosas. Teve um dia que ele chegou lá, que eu estava montando uma coisa com o Maluf. Porque o Maluf aproveitou uma entrevista sobre o cinto de segurança e jogou no horário eleitoral dele, dizendo que eu havia apoiado. Eu disse: ‘ah não, eu vou dublar: ‘Não votem em mim, porque eu sou ladrão’. Neste momento exato, o Silvio havia dado a ordem para cortar 20% de todas as produções”, contou ele.

Leia mais: Os 30 anos de Jô Soares Onze e Meia, talk show sem o qual ninguém ia para a cama

“Eu tinha duas produtoras, e aí eu falei com ele. Ele disse ‘Desta vez, você vai me desculpar, porque eu estou fazendo isso em todas as produções, inclusive na minha”, teria dito Silvio Santos reafirmando que precisaria cortar pessoas na época no SBT. “Ai to lá fazendo essa coisa do Maluf, ele entrou no estúdio, me chamou e perguntou se eu iria colocar no ar”.

“Não faça isso, ele é muito vingativo, ele virá em cima do SBT. Estou pedindo como amigo, não coloca isso no ar”, teria dito Silvio Santos para Jô Soares. O apresentador teria acatado prontamente o pedido do SBT, mas com uma condição:  “E eu disse, mas a Vilma, fica”, e ele afirmou: “Fica”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais