7 novelas em que Tarcísio Meira foi par romântico de Glória Menezes

O grande ícone da TV se foi aos 85 anos. Ele e a esposa fizeram inúmeros trabalhos juntos

Publicado em 12/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Brasil recebeu a notícia de que Tarcísio Meira morreu nesta quinta-feira (12), aos 85 anos, após não resistir as complicações causadas pela covid-19. O ator e a esposa, a também atriz Glória Menezes, foram internados no hospital Albert Einstein, em São Paulo, no dia 6 de agosto. A atriz apresentou sintomas leves, enquanto o veterano precisou ser intubado.

Um ícone do teatro e da teledramaturgia, Tarcísio esteve presente em muitos momentos marcantes da arte brasileira. Inúmeros deles ao lado da mulher, outra grande referência. Os dois foram casados por 59 anos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Estava ensaiando a peça ‘As feiticeiras de Salém’, dirigida por Antunes Filho, e, de repente, passou aquela coisinha linda. Eu falei: ‘O que é isso?’ Um tempo depois, fomos chamados para fazer um teleteatro, ‘Uma Pires Camargo’ (1961) e ficamos amigos. Quando ela lançou o filme “O pagador de promessas” (1962) em Cannes, mandei flores e um cartão escrito “volte, volte, volte”.

Tarcísio Meira, em 2015, em uma entrevista ao jornal O Globo

Amor na vida real e na ficção

O casal 20 da TV brasileira, Tarcísio Meira e Glória Menezes, protagonizaram diversos pares românticos. Em 1988, até ganharam um seriado com enredo bem diferentão para a época e que levava os nomes iniciais dos dois: Tarcísio e Glória. Nessa produção, ele fazia um empresário envolvido em esquemas de corrupção e ela, uma extraterrestre!

Quando o assunto é novela, há incontáveis títulos em que estiveram juntos. Como casal, podemos elencar sete principais. Confira a seguir.

2-5499 – Ocupado

Em 1963, Tarcísio Meira e Glória Menezes protagonizaram nada menos do que a primeira telenovela com transmissão diária pela TV Excelsior. A atriz interpretou Emily, uma presidiária que trabalha como telefonista da cadeia e que, sem querer, acaba ligando para Larry. Os dois acabam se apaixonando somente pela voz.

Sangue e areia

Primeira novela da TV Globo em que Tarcísio atuou, curiosamente também ao lado de Glória. Ele se envolveu bastante com o preparo de seu personagem, o toureiro Juan Gallardo, junto ao diretor Daniel Filho. Na trama, o papel de Tarcísio se dividia entre três mulheres, uma delas, Doña Sol, era vivida por Glória. Exibida em 1967, foi escrita por Janete Clair.

Irmãos Coragem

Uma das novelas de maior sucesso da teledramaturgia brasileira, Irmãos Coragem foi ao ar na Globo por quase um ano inteiro – entre 1970 e 1971. Tarcísio Meira fazia um dos irmãos, João Coragem, que se apaixona pela retraída Lara, filha de um coronel, interpretada por Glória Menezes. É outra produção com a parceria de Daniel Filho com Janete Clair.

O Homem que deve Morrer

Tarcísio e Glória estavam tão em alta que engataram um novo casal imediatamente após Irmãos Coragem. Na novela de 1971, o galã interpreta um médico que se apaixona por Esther, vivida por Glória, que por sua vez, tinha sido casada com seu inimigo, Otto, que tinha predileções nazistas e passa a odiar o médico após receber, por transplante, o coração de um homem negro.

Tarcísio Meira e Glória Menezes em O homem que deve morrer e, ao lado, em Irmãos coragem (Divulgação)

Espelho Mágico

Na novela Espelho mágico, em 1977, o casal na vida real interpretou, coincidentemente, um casal de atores, Leila e Diogo. Os dois enfrentam uma crise porque o escritor da novela na qual atuam, vivido por Juca de Oliveira, se apaixona pela personagem de Glória Menezes, a mocinha Rosana.

Torre de Babel

Já no fim do século 20, nos anos de 1998 e 1999, os dois atuaram na icônica novela Torre de Babel, escrita por Silvio de Abreu. Tarcísio Meira interpreta o empresário Cesar Toledo, que constrói o shopping que passa a ser cenário importante da trama. Seu casamento com Marta, personagem de Glória, entra em crise após ela querer dar um basta na infidelidade cometida pelo marido.

A Favorita

No ano de 2008, os artistas viveram um casal que se conheceu na juventude, ela era Irene e ele, Copola. No decorrer da vida, se distanciaram, mas anos mais tarde se reencontram e voltam a viver um romance, ainda que com uma série de intercorrências.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio