“Sua carreira acabou”: a ameaça da Televisa ao ex-RBD Christian Chávez

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator e cantor Christian Chávez, de 35 anos, revelou em entrevista a Adela Micha, no México, o que disseram na Televisa quando ele decidiu assumir sua homossexualidade. Christian ainda fazia parte do grupo musical RBD, derivado da novela Rebelde, quando os veículos de comunicação começaram a fazer publicações questionando sua sexualidade.

O artista recordou os momentos e a repressão que sofreu na época. “Quando eu falei sobre a minha sexualidade, meu pai me disse ‘sua carreira acabou’. No México, você pode ser gay, mas não aceitam muito bem isso ainda“, contou. Christian Chávez disse que uma figura pública do cenário artístico também o avisou: “Sua carreira como ator acabou aqui“. E completou: “As pessoas não querem isso, as marcas não querem se envolver“, revelou ele durante uma coletiva de imprensa sobre a diversidade sexual no México.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Christian Chávez foi uma das primeiras figuras de entretenimento da Televisa a assumir sua homossexualidade. O profissional chegou a consultar todos os seus colegas de grupo antes de tomar qualquer atitude e todos o apoiaram.

Quando o assunto chegou ao conhecimento de Pedro Damián, produtor da banda e da novela, ele disse: “Ele propôs duas opções. O primeiro foi para garantir que as fotos vazadas eram montagens e o segundo era para dizer a verdade. Eles [Televisa] estavam com muito medo do que aconteceria depois disso. Tudo correu bem, mas, no final, não havia ninguém para cuidar de mim“, revelou.

Christian Chávez (Divulgação)

A discriminação por ser homossexual também incluiu o campo da música. O intérprete de Giovanni, de Rebelde, contou que vários diretores de rádio no México foram extremamente preconceituosos. “Nós não apoiamos a música homossexual“.

Sem saber explicar se ter ‘saído do armário’ afetou sua carreira positivamente ou negativamente, ele diz: “Eu não sei. Eu sentei para pensar o que teria sido da minha carreira. A liberdade tem um preço, mas isso é um direito humano. Vale a pena o que você tem que pagar e é bonito ver romances gays na televisão. Agora todos os atores lutam por personagens gays“, disse ele, referindo-se a séries como Aristemo, o novo projeto de Televisa que exibe o relacionamento entre dois adolescentes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais