Bárbara Reis fala sobre Susana, sua personagem em Jesus: “Ela é forte e poderosa, é uma hipermulher”

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Jesus, Bárbara Reis é Susana em Jesus, nova novela da Record TV. Gladiadora, a personagem é exemplo de força para outras mulheres da época. Criada para ser uma lutadora, ela comprou sua liberdade com o dinheiro proveniente de batalhas. A atriz conversou com o Observatório da Televisão durante o evento de lançamento da trama, e contou como foi a experiência de gravar no Marrocos, enfrentando adversidades como sede e calor. Confira:

 Leia também: Ana Furtado recebe visita da filha em sessão de quimioterapia

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Você é religiosa?

Tenho minha fé. Fui criada acreditando que Jesus é o Salvador e tudo mais, mas eu fico nessa coisa de criar minhas próprias crenças.

Mas é emocionante para você fazer parte de uma história assim?

Muito. Eu fiquei chocada com as primeiras imagens que vi. Como eu sou mais turrona, eu segurei a lágrima porque já estou treinando para gladiadora (risos).

Bárbara Reis fala sobre responsabilidade de contar a história de Jesus

É uma responsabilidade por todo mundo já conhecer a história?

Muita. Tem esse lugar mesmo, porque todo mundo já conhece, sabe como é a história. Somos um país de maioria cristã, então é uma responsa por causa disso. Certamente vão ter muitos críticos.

Como foi a viagem para as gravações no Marrocos?

Foi incrível. Um presente chegar aqui na Record numa personagem tão legal como a Suzana e de cara fazer essa viagem para gravar fora do país. Ainda mais no Marrocos, que é um país que não estaria nos meus planos próximos de visitar. Cair de paraquedas assim foi um privilégio.

Todos falaram da energia de lá…

A gente estava muito integrado. A gente se concentrava e vinha uma energia como se estivéssemos naquela época, sentindo a dor de Jesus. Foi bem essa a sensação. Cada trabalho a gente diz ‘Nossa, que presente este trabalho’, mas é.

Religião

Você imaginava fazer parte desta história?

Não imaginava. Olha quanto tempo Jesus está na vida das pessoas e só em 2018 vão fazer uma novela a respeito dele. Estou muito feliz.

Depois da novela sua relação com a religião começou a mudar?

Sim, com certeza. A gente começa a respirar o ar da bondade, e da generosidade lendo o roteiro, as falas de Jesus. Não tem como não se tocar com isso. Se existe essa transformação em mim, imagine no Dudu (Azevedo)? Vai sair da novela anjo e arrebatado (risos).

Susana

Fale um pouco sobre sua personagem.

A Suzana é uma gladiadora, e vem para quebrar aquele mito de que todas as mulheres da época eram submissas. Ela é forte e poderosa, é uma hipermulher. A única que bate de frente com os homens e bate de frente na porrada mesmo. Ela manda e eles obedecem. Ela não é de Jerusalém, ela vem de um país onde as mulheres são enaltecidas. A rainha do país dela, só tem um rei ao lado porque é o homem que ela escolhe para estar ao lado. Então, Suzana já tem essa natureza quando ela sai de Núbia e vai para Roma.

Em Roma ela se depara com o pessoal mais liberal, a coisa carnavalesca, dos banquetes, da luxúria. Ela é uma mulher helenizada e chega em Jerusalém com essa energia. Ela já ganhou lutas e com isso comprou a liberdade dela. Ela é rica por conta disso, do prestígio e do dinheiro que ganhou. Ela é a frente de sua época, empoderada, não quer parar de lutar. É tão bacana que ela até pensa em conseguir um marido para agradar o pai, que a adotou.

Figurino

E o figurino?

As vestimentas são lindas. Ela tem uma armadura. Um cinturão de couro. Só a roupa já traz muito da energia da Suzana.

Como você se preparou para a personagem?

Fiz vários workshops. De luta, de luta de espada com uma mão, luta de espada com duas mãos. Fiz também aulas de montaria, confesso que eu tinha medo. Fiquei meio assim por ser um animal enorme, mas quando é para encarar, eu encaro. Isso é ótimo. Além de trabalhar uma personagem, a gente sai apta a outras coisas.

Quais suas semelhanças com a personagem?

Tenho bastante essa coisa de se impor, as escolhas dela, aquilo o que ela vai atrás. Não vi nenhuma cena de Suzana que ela não dissesse o objetivo dela, e eu sou um pouco assim. Suzana é muito positiva, e eu também sou. Isso faz muita diferença na vida para nada dar errado. E fora que ela levanta a bandeira de liberdade.

Trajetória como atriz

Como você enxerga sua trajetória desde Velho Chico?

Engraçado que é tudo no seu tempo. Sempre tem um período de vacas magras, mas é um trabalho melhor que outro. O caminho é esse, você começar pequeno, depois sobe mais um degrauzinho. Fiz novelas na Globo, fiz série na Fox, agora estou aqui e em dezembro já tenho outro trabalho engatilhado. O mercado está mudado graças a Deus, e acho isso fantástico. O audiovisual está crescendo e a gente que é ator e precisa trabalhar, temos mais para onde ir.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio